Suzano sugere a comércios limitar a entrada de um membro de cada família
Foto: Wanderley Costa/Secop

Suzano sugere a comércios limitar a entrada de um membro de cada família

Medida seria uma, dentre outras, para evitar a proliferação do novo coronavírus

A Prefeitura de Suzano recomendou aos estabelecimentos comerciais essenciais que permitam que apenas um membro de cada família possa realizar suas compras e serviços durante o período de quarentena. O objetivo é o de manter o menor número de pessoas nas ruas, especialmente para barrar a proliferação do novo coronavírus na cidade.
É importante lembrar que, entre os comércios essenciais, estão: supermercados, mercados e minimercados, farmácias, padarias, óticas, pet shops, clínicas odontológicas, lavanderias, açougues, feiras livres, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos, bancas de jornais, entre outros.
Segundo a Prefeitura, caberá aos comércios a maneira em que irão permitir a entrada, sempre seguindo às determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e do decreto estadual em vigor.
Suzano registrou este domingo, 17, a menor taxa de isolamento social desde o início da quarentena. Segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, a cidade teve índice de 47%, abaixo do aceitável, que é em torno de 55 e 60%.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu