Suzano assina convênio com Sebrae para fomentar empreendedorismo nas escolas

Suzano assina convênio com Sebrae para fomentar empreendedorismo nas escolas

Iniciativa vai atender 650 alunos da Escola Municipal (EM) Sérgio Simão, no Jardim Europa, e 31 professores

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, assinou na noite desta quinta-feira (14/06), no Gabinete Principal do Paço Municipal Firmino José da Costa, um convênio com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para o fomento do empreendedorismo na rede municipal de Educação, por meio do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). A iniciativa vai atender 650 alunos da Escola Municipal (EM) Sérgio Simão e 31 professores.

A adesão ao programa deve-se à articulação feita pelo chefe do Poder Executivo em novembro do ano passado, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista, quando formalizou, junto ao gerente regional do Sebrae no Alto Tietê, Sérgio Gromik, o interesse da prefeitura em implantar o JEPP em Suzano.

Segundo a gestora do Jovens Empreendedores Primeiros Passos, Cristiane Bento, a partir da assinatura do convênio, o programa passa a ser implantado gradualmente no município. Inicialmente, a capacitação aos professores será oferecida por meio do Ensino à Distância (EAD) e, nos dias 5 e 6 de julho (quinta e sexta-feira, respectivamente), haverá uma aula presencial na unidade escolar, localizada no Jardim Europa.

Para Gromik, com a vinda do JEPP a Suzano, a cidade fecha um ciclo virtuoso de empreendedorismo disponibilizado pelo Sebrae. Ele explica que primeiro eixo é dispor de uma unidade do Sebrae; já o segundo, trata-se dos programas, como o Via Rápida Empresa e Banco do Povo, por exemplo; e, por fim, a educação empreendedora, que trabalhada com as crianças do ensino fundamental.

O prefeito explica que o projeto vem a somar com os trabalhos da Secretaria Municipal de Educação, tendo o objetivo de disseminar a cultura e o espírito empreendedor, além de orientar os alunos para o plano de negócios, incentivando-os à prática do empreendedorismo e ao protagonismo juvenil.

O programa

De acordo com Cristiane, a educação empreendedora proposta pelo Sebrae para o ensino fundamental incentiva os alunos a buscar o autoconhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade. Dessa forma, o curso favorece o envolvimento dos jovens estudantes no próprio ato de fazer, pensar e aprender. Essas são características fundamentais dos comportamentos empreendedores, nos quais o estudante e o grupo em que está inserido reconhecem que suas contribuições são importantes e valorizadas.

Com Informações: Secop

Fechar Menu