Secretários de Educação querem que aulas presenciais sejam mantidas
Foto: Reprodução

Secretários de Educação querem que aulas presenciais sejam mantidas

Conselho Nacional pede que decisões sobre suspenção de atividades sejam tomadas localmente e apontam prejuízos para aprendizagem

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) divulgou carta nesta terça-feira (2/3) em que manifesta “profunda preocupação” com a defesa da suspensão das atividades presenciais de todos os níveis da educação do país.

Para a entidade, a realidade atual da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e os cenários regionais “são muito diferentes”.

“A maioria das escolas brasileiras, especialmente na educação pública, está fechada há quase um ano, com graves prejuízos para aprendizagem e para os aspectos socioemocionais”, destaca trecho do documento.

Os secretários de Educação ressaltam que “o direito à vida e à educação são inalienáveis, complementares e devem ser respaldados, nesse momento de crise pandêmica, em evidências científicas”.

O conselho sugere que os comitês científicos, as autoridades sanitárias e os gestores educacionais definam, localmente, com serenidade, sobre o modelo organizacional de ensino nas escolas.

A medida seria “em respeito à ciência, às condições e às diversidades locais, que por si só encaminham soluções diferenciadas para o problema”.

A carta conclui que as decisões devem levar em consideração “a segurança para estudantes e profissionais, observando os possíveis prejuízos educacionais que podem penalizar milhões de estudantes brasileiros”.

Com Informações: Metrópoles

Fechar Menu