Secretaria de Suzano alerta para o golpe do ‘falso prestador de serviço’

Criminosos se passam por funcionários de prestadoras de serviços básicos, como concessionária de energia, fornecedores de gás encanado ou de água.

O golpe não é novo, mas ainda acontece com muita frequência e vale a pena ficar atento em casa. São criminosos que se dizem funcionários de prestadoras de serviços básicos, como concessionária de energia, fornecedores de gás encanado ou de água. A Secretaria de Segurança Cidadã de Suzano, dá dicas para evitar ser uma das vítimas de golpe.

Uma moradora, que por medo prefere não se identificar, conta porquê ela acha que poderia ter sido assaltada por uma pessoa que foi até a casa dela dizendo que queria medir o gasto com energia elétrica.

“Ele não disse, abre o portão, mas eu percebi que ele queria que eu abrisse. Ai, eu na hora falei que não ia abrir o portão. Ai, ele ficou nervoso e falou, bom…Também se a sua conta vier alta, não adianta reclamar”

Ela ainda conta que viu pelo sistema de monitoramento da casa quando o homem tirou uma foto da casa dela com o celular. Depois disso acontecer um outro homem, dizendo que também queria fazer a medição da energia elétrica, foi até a casa dela. “A campainha tocou e o rapaz gritou: Luz! Ai eu já estava esperta, só que minha irmã que foi atender. Ela falou que não ia abrir o portão, ele também ia tirar uma foto da minha casa. Minha irmã falou isso, ele disfarçou, subiu na moto e foi embora.”

O Secretário de Segurança Cidadã de Suzano, Fátimo Aparecido Rodrigues explica que em casos assim o ideal é que o morador se certifique que quem está no portão da casa é realmente funcionário da empresa para a qual diz trabalhar. “As vezes uniforme e crachá não comprovam nada. O ideal é a pessoa ligar para a empresa, para ver se realmente quem está ali foi mandado por eles. Eles falsificam crachás, usam uniforme de empresa para praticar esses golpes ”.

Ele ainda explica que para tentar prevenir casos assim está em estudo um outro sistema de monitoramento. “São câmeras solidárias, onde cada condomínio, cada residência ou cada rua, possa instalar uma câmera que dá o sinal de alerta a central de monitoramento, via internet”

Enquanto isso o ideal é fazer o que a moradora fez. Desconfiar sempre e nunca abrir o portão da casa para estranhos. “As pessoas precisam ficar espertas porque eles estão querendo entrar. Como eu já sabia a rotina do rapaz da empresa de luz, percebi que não era da empresa e não abri o portão.”

O telefone da EDP São Paulo para tirar dúvidas, antes de abrir a porta de casa, é o: 0800-721-0123.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Deixe uma resposta

Fechar Menu