Retorno de Rodriguinho a Os Travessos não é provisório: ‘Eu voltei para ficar mesmo’

os-travessos-1

Os Travessos embarcaram na onda de grupos como Só Pra Contrariar e Os Morenos, que voltaram a tocar juntos após anos de separação, e se reuniram para lançar o CD “Tarde ou cedo” (preço médio R$ 20), que marca os 20 anos da banda. Para isso, Rodriguinho entrou no estúdio com Edi, Rodrigão, Chorão e Filipe Duarte para gravar e produzir o novo trabalho. Mas, pelo visto, este é o primeiro de muitos que virão por aí, com todo mundo junto.

— Minha participação não é só pela comemoração dos 20 anos do grupo. Eu voltei para ficar mesmo — garante Rodriguinho.

Para esse retorno, que Filipe define como “muito esperado pelos fãs”, o agora quinteto preparou um álbum de inéditas.

— Eu produzi e pensei que não tinha como anular minha carreira solo e a trajetória de Os Travessos. Por isso, decidimos fazer um disco com músicas novas — explica Rodriguinho, que tranquiliza os fãs que querem ouvir sucessos como “Tô te filmando (sorria)” e “Meu querubim”: — Não entraram no CD, mas provavelmente estarão no DVD, que pensamos gravar em São Paulo. A data ainda não está fechada, mas até dezembro sai.

A próxima música de trabalho será “Tarde ou cedo”, que dá nome ao disco. Compositor da canção ao lado de Filipe, com quem divide os vocais agora, Rodriguinho conta que foi sua vida pessoal que influenciou a escolha do nome.

 — Quando falei que ia voltar para a banda, teve gente que disse que eu devia esperar mais um pouco, investir ainda na carreira solo. Em compensação, outros disseram que eu demorei demais (risos) — relembra o cantor.

Fonte: Extra TV Lazer e Música

Deixe uma resposta

Fechar Menu