Renner: Justiça converte prisão de cantor em serviço comunitário
Imagem: Marco Ambrosio/AGNews

Renner: Justiça converte prisão de cantor em serviço comunitário

Você aí se lembra da polêmica que o cantor sertanejo Renner, da dupla com Rick, protagonizou após se envolver em acidentes automobilísticos no ano de 2014. Ele foi condenado à 1 ano e quatro meses de prisão em regime aberto, quando há liberdade de restrição, em 2015.

Pois bem, o caso do sertanejo teve um novo desfecho. O Tribunal de Justiça intimou Renner a prestar serviços comunitários em comprimento de uma sentença proferida há quase quatro anos. As informações são do portal UOL.

O acidente

Um dia após o natal de 2014, o músico conduzia uma BMW pela Zona Sul de São Paulo, quando se envolveu em um acidente com um FIAT Uno, que estava estacionado. Mesmo com o carro danificado e com o pneu furado, Renner seguiu.

Metros depois, ele acabou se envolvendo em outro acidente. O sertanejo colidiu com um portão. Não houve vítimas. Renner tentou, novamente, fugir do local, mas o carro não deu partida. Na época dos acidentes, ele estava com a carteira de habilitação suspensa.

Após ser pego em flagrante, ele foi liberado horas mais tarde após pagar a fiança de R$ 10 mil. Ele também arcou com o conserto dos danos causados.

Com Informações: Área Vip

Fechar Menu