Quatro prefeituras ‘driblam’ crise e antecipam 13º para parte dos 25 mil servidores
Foto: Prefeitura de Suzano/Secop

Quatro prefeituras ‘driblam’ crise e antecipam 13º para parte dos 25 mil servidores

Além de Suzano, Arujá pagou primeira parcela no mês passado, enquanto Ferraz e Itaquá depositam no mês de aniversário

Quatro cidades do Alto Tietê resolveram antecipar o pagamento de uma parcela do 13º Salário aos servidores públicos. Em Suzano, 5.280 servidores foram beneficiados em março por conta da pandemia o novo coronavírus (Covid-19).
Normalmente, a primeira parcela do 13º é paga até o dia 30 de novembro aos servidores, e a segunda até o dia 20 de dezembro, conforme prevê a legislação trabalhista. Há empresas que optam por pagar o valor integral em parcela única até 30 de novembro. Porém, com o estado de pandemia, algumas cidades optaram por antecipar o valor de uma das parcelas para “aliviar” as contas de servidores ou para beneficiá-los no mês de aniversário. Todo o Alto Tietê tem mais de 25 mil servidores.
Além de Suzano, a ação foi adotada em Arujá, Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba. Na primeira, o pagamento foi feito em 10 de julho para 1.973 servidores da cidade, totalizando R$ 4,1 milhões pagos. Já nas duas últimas, os servidores normalmente recebem a primeira parcela do benefício no mês de aniversário.
Em Suzano, a Prefeitura disse que a pandemia motivou a antecipação do pagamento dos R$ 14,3 milhões referentes à primeira parcela para 5.280 servidores. “(A antecipação ocorreu) Para auxiliar as famílias dos funcionários públicos municipais no enfrentamento à pandemia, (e foi feita) logo no início da quarentena, em março”, informou a administração. O segundo pagamento será até o dia 20 de dezembro.
Outras quatro cidades optaram por não alterar a data de nenhuma das duas parcelas do 13º Salário. São elas: Biritiba Mirim, Guararema, Mogi das Cruzes e Poá.
A primeira informou a reportagem que apenas “seguirá o calendário normalmente”, sem dar mais detalhes de valores ou número de servidores.
Já a Prefeitura de Guararema mencionou o regime trabalhista regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para dizer que os servidores receberão o 13º seguindo a lei, sem que haja alteração na data.
Em Poá e em Mogi, a lei também será seguida à risca. A primeira vai desembolsar cerca de R$ 13 milhões para aproximadamente três mil funcionários que trabalham na Prefeitura.
Já Mogi, disse que não antecipará os pagamentos, mas não revelou valores. Consultadas, as prefeituras de Salesópolis e Santa Isabel não responderam aos questionamentos feitos pela reportagem.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu