Prefeitura de Mogi cancela show de stand-up no Cemforpe
Foto: Ney Sarmento/PMMC

Prefeitura de Mogi cancela show de stand-up no Cemforpe

Apresentação teria a presença do humorista Dihh Lopes, que já fez piadas sobre o episódio na escola Raul Brasil. Nas redes sociais, uma série de mobilizações começou a ser criada, principalmente por vereadores do município e mães de alunos que estudam na instituição.

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB), determinou o cancelamento da locação do auditório do Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe) para a realização do show Quatro Amigos, marcado para acontecer no próximo dia 21. O grupo é formado pelos humoristas Dihh, Thiago, Afonso e Márcio, considerados amigos de longa data. No entanto, Dihh Lopes, em um stand-up realizado em maio deste ano, fez piadas com o episódio que aconteceu no dia 13 de março deste ano na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano.
Nas redes sociais, uma série de mobilizações começou a ser criada, principalmente por vereadores do município e mães de alunos que estudam na instituição. Um deles foi Otto Rezende (PSD), que protocolou um ofício para que Melo considere a solicitação do vereador suzanense, Lisandro Frederico (PSD), para repudiar a participação do humorista no evento. “O prefeito considera inadmissíveis as piadas feitas pelo humorista Dihh Lopes diante de um episódio tão triste, que abalou a todo o país”, destacou a prefeitura.
Mogi é cidade vizinha de Suzano e a tragédia ocorrida na Raul Brasil foi de conhecimento nacional. Uma dupla de ex-alunos da escola abriu fogo no interior da instituição, assassinando cinco estudantes e duas funcionárias. Em seguida, um dos atiradores matou o comparsa de depois se suicidou. O tio de um deles também foi assassinado.
As mães dos estudantes da escola também se mobilizaram contra o show de humor marcado para acontecer ainda neste mês. “É uma cidade vizinha da nossa, e aceitar um rapaz que faz esse tipo de humor é bem complicado, principalmente para os pais”, disse a mãe de um aluno, Juliana dos Santos.
Para Frederico, a administração não podia deixar o evento acontecer, ainda mais por se tratar de um espaço municipal. “Em meio deste ano o Dihh Lopes fez comentários usando termos inadequados de um fato tão triste que aconteceu em Suzano, brincando com inocentes e em nenhum momento ele se desculpou”, disse o vereador.
Outros vereadores mogianos que protocolaram ofícios foram Diego de Amorim Martins (MDB), o Diegão, e Caio Cunha (PV). A reportagem também conversou com os parlamentares sobre a ação e ambos justificaram que é uma questão de respeito. “Pedimos para o prefeito cancelar esse evento, é uma questão de respeito. Esse humorista, se é que podemos chamá-lo assim, fez uma piada de péssimo gosto”, destacou Diegão.
Já Cunha, explicou que se o grupo ainda quiser fazer o show, poderá fazer, mas deverá encontrar outro local. “É uma triste e infeliz coincidência, não podemos ficar quietos, se ele quiser fazer o espetáculo dele, ele pode fazer em qualquer lugar privado, mas nossa indicação é que nenhum local público seja cedido para eles”, disse.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu