Novos psicólogos devem começar atendimento às vítimas do massacre de Suzano em julho
Foto: Felipe Claro

Novos psicólogos devem começar atendimento às vítimas do massacre de Suzano em julho

Crime completa três meses nesta quinta-feira (13). No total, 39 profissionais foram contratados pelo Estado. Atualmente, a rede municipal conta com 19 profissionais.

A Prefeitura de Suzano divulgou que 39 psicólogos começam no dia 1º de julho o atendimento das vítimas do massacre da Escola Raul Brasil. Nesta quinta-feira (13), a tragédia, que terminou com 10 mortos e ao menos 11 feridos, completa três meses.

De acordo com a Prefeitura, a contratação é resultado de um processo seletivo promovido pelo governo estadual.

No total foram 188 inscritos e 39 aprovados. Com o convênio entre município e Estado, a contratação é realizada pela Fundação Faculdade de Medicina do Hospital das Clínicas de São Paulo (FFMHC-SP) por tempo indeterminado.

Atualmente, a rede municipal de saúde conta com 19 psicólogos.

Segundo a Prefeitura, desde dezembro, as quatro unidades do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) realizavam, em média, 440 atendimentos por mês.

Após o ataque na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em março, a demanda subiu para 1,4 mil pessoas.

Desde abril, a Secretaria de Saúde de Suzano aguardava por novos profissionais. Na época, o secretário municipal de Saúde Luís Claudio Guillaumon chegou a declarar que os profissionais da rede municipal estavam exauridos com o aumento do número de atendimentos.

Os novos profissionais terão como missão atender a demanda reprimida por atendimento psicológico e realizar ações de promoção de saúde mental nas escolas da cidade, com o intuito de prevenir o sofrimento psíquico, fortalecer os vínculos e prevenir bullying e cyberbullying.

Para isso, eles serão direcionados para atuar em todos os 22 postos de saúde e nos quatro Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) existentes no município. Além disso, seis psicólogos trabalharão diretamente na Escola Estadual Professor Raul Brasil e na Diretoria Regional de Ensino de Suzano.

A coordenação da Saúde Mental de Suzano fará entrevistas com os psicólogos para entender os perfis existentes e assim direcioná-los aos postos de trabalho.

A etapa seguinte será o acolhimento e a capacitação dos profissionais antes de iniciarem os atendimentos.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu