Menor suspeito de participar de plano de ataque segue detido
Foto: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Menor suspeito de participar de plano de ataque segue detido

Faltando um dia para a soltura do adolescente, Justiça decidiu pela manutenção do processo de internação. Adolescente apontado como um dos planejadores do atentado ficará apreendido por tempo indeterminado.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ) acatou a denúncia do Ministério Público (MP) e julgou como procedente a apreensão do jovem de 17 anos que, de acordo com as investigações, teria participação direta no atentado da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em que dois atiradores, antes de se matarem, assassinaram oito pessoas em Suzano, em 13 de março. Com esse parecer, o suspeito continua apreendido na Fundação Casa por tempo indeterminado.
O jovem foi detido pela Polícia Civil uma semana após o ataque à escola e a Justiça teve 45 dias – prazo que se encerraria hoje – para analisar se a denúncia da polícia e do MP era procedente, constatando assim que o jovem seria o mentor intelectual do atentado. Durante o período que o menor ficou internado, houve diversas audiências de instrução com ele, e com outras testemunhas que poderiam indicar a relação do jovem com o atentado.
Porém, à época, o delegado de Suzano, Alexandre Henrique Augusto Dias, afirmou já haver indícios que levavam a crer que o adolescente seria o articulador intelectual do atentado. “As provas revelam que ele seria um mentor intelectual, pois ele comprou objetos que poderiam fazer com que participasse do crime, só não sabemos o motivo para não ter participado”, contou. Desde o começo das investigações, a defesa do suspeito afirma que ele apenas “fantasiou o crime” e que não teve envolvimento. Com a decisão de mante-l o preso, o advogado de defesa informou à Imprensa que se pronunciará sobre o caso somente na segunda-feira.
O envolvimento do menor como suposto autor intelectual do crime corre em segredo de Justiça e por esse motivo o TJ não pode informar em qual unidade de detenção o menor está e nem por quais crimes ele deverá responder.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu