INTS assume prédio da Santa Casa de Suzano nesta quarta
Foto: Secop

INTS assume prédio da Santa Casa de Suzano nesta quarta

Unidade passa a se chamar Hospital e Maternidade de Suzano; prefeitura afirma que atendimento não será alterado

O prédio da Santa Casa de Misericórdia de Suzano será assumido pela entidade Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS) nesta quarta-feira (15/05). A nova unidade levará o nome de Hospital e Maternidade de Suzano.

De acordo com a prefeitura, que está encerrando o processo de intervenção da Santa Casa depois de 15 anos, os pacientes estão sendo informados sobre a mudança, mas ressalta que o atendimento não sofrerá qualquer alteração.

A INTS assumirá também, no mesmo horário, do Pronto-Socorro Municipal. “A data marca o início do processo de desintervenção e da gestão terceirizada dos serviços até então prestados pela Santa Casa de Misericórdia e pelo PS Municipal. A entidade, que venceu o processo de chamamento público, assume os serviços às 7 horas desta quarta-feira (15/05)”, detalhou o Executivo, em nota.

Ainda de acordo com a administração municipal, o público será devidamente informado, mas ressalta que, na prática, não haverá mudança nem mesmo interrupção no atendimento à população. “Ao contrário, a previsão é de que haja melhoria e ampliação nos serviços prestados”, completou, informando também que mais detalhes serão divulgados hoje.

INTS

Sobre a escolha da INTS para gestão dos serviços de saúde, a prefeitura explicou que a organização social foi a vencedora do chamamento público para locação do prédio e dos equipamentos da entidade e assumirá os serviços que lá são prestados à população. “Esta foi a medida encontrada para atender a recomendação do Ministério Público para que a intervenção na gestão do hospital, que ocorre desde 2009, pudesse começar a ser encerrada”.

 O Executivo destacou que o aluguel da estrutura foi definido somente após os componentes da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia terem sido convocados, no ano passado, para reassumirem a provedoria do local, o que foi recusado pelo único membro que se apresentou na oportunidade.

Ampliação

A expectativa da atual gestão é que atendimentos prestados à população pelo único hospital público com maternidade do município sejam ampliados, isso porque haverá o aumento das cirurgias ortopédicas eletivas, a criação de cirurgias ginecológicas, urológicas e gerais eletivas, a criação da UTI infantil e a implantação do ambulatório de especialidades já mencionadas.

Com Informações: Grupo Mogi News

Fechar Menu