E-título agora tem foto e pode ser usado como documento oficial para votar
Foto: Divulgação TSE

E-título agora tem foto e pode ser usado como documento oficial para votar

Novidade está disponível apenas para quem tiver feito o cadastramento biométrico. Também é possível emitir certidões eleitorais

O e-Título, aplicativo desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), passou recentemente por novas atualizações. A nova versão do app passa a mostrar a foto do eleitor, permitindo que o cidadão apresente apenas o seu perfil no aplicativo para votar.

É importante ressaltar que a funcionalidade apenas estará disponível para quem realizou o cadastramento biométrico.

O documento digital exigirá a resposta do eleitor a uma série de perguntas. Apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Com as mudanças de segurança implementadas, agora é necessário criar uma senha de acesso do eleitor ao app.

Mais de dois milhões de eleitores já baixaram o e-título e cerca de 60 mil pessoas têm acessado o documento diariamente.

O TSE recomenda que os eleitores baixem o app com a maior antecedência em relação ao dia das eleições municipais, cujo primeiro turno acontecerá no dia 15 de novembro.

O aplicativo permite a emissão das certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais, que estarão disponíveis ao eleitor a qualquer momento. Além disso, o e-título também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral.

Os eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral no dia da eleição poderão utilizar o e-título para justificar sua ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Essa funcionalidade estará disponível somente no dia da eleição, das 7h às 17h.

Para fazer a justificativa fora do dia da eleição, o eleitor poderá apresentar documento comprobatório que motivou a ausência (60 dias para justificar após cada pleito, ou 30 dias para justificar após retorno ao Brasil).

Com Informações: Metrópoles

Fechar Menu