Centro de Suzano ficará sem ações imediatas de segurança

Medidas que seriam tomadas pela Prefeitura apenas deverão ser colocadas em prática a partir do ano que vem.

Prefeito disse que tem fortalecido GCM, mas outras ações não ocorrerão tão logo.

Foto: Daniel Carvalho
A área central de Suzano não deve receber ações imediatas no setor de segurança. A Prefeitura está trabalhando para implantar o programa Detecta, que deve ser inserido até o primeiro semestre de 2018. A criação de uma base da Guarda Civil Municipal (GCM) na praça João Pessoa, também não tem data para ser iniciada. A região central tem sofrido com o aumento da violência. As informações foram divulgadas pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) durante inauguração da 1ª Companhia da Polícia Militar.
 
O republicano disse que a administração municipal tem fortalecido a GCM. “A violência não é um problema só de Suzano, mas do Brasil todo. Estamos melhorando nossa GCM, faremos o concurso. Conseguimos mais seis motos, rádios e carros. Em parceria com Polícia Militar, vamos fazer um trabalho mais ostensivo em Suzano. Pedimos que também os munícipes sempre façam um boletim de ocorrência, pois trabalhamos com estatísticas”, disse.
 
De acordo com o prefeito, não existe uma data para que a base da GCM comece a operar na praça João Pessoa, um pedido dos moradores e comerciantes. “Tivemos um primeiro processo com a igreja católica e estamos esperando a disponibilização de uma sala. Fora isso, estamos em conversa com a Associação Comercial e os comerciantes do bairro para que possamos fazer no coreto uma base da GCM, mas que também possa ser compartilhada com a Polícia Militar”, informou. No dia 15, será inaugurada a base da GCM na Casa Branca.
 
Em relação à implantação do programa Detecta, Ashiuchi afirmou que o sistema vai criar uma cerca eletrônica em torno do município. “Ele pega as placas dos veículos e verifica se é produtor de furto. Fizemos uma mudança na cidade, além do policial receber a informação, o GCM mais próximo também será notificado em três segundos. Já nos cadastramos. Vamos colocar os radares nas entradas da cidade não para multar, mas para fechar um cerco eletrônico”, explicou. O prefeito planeja ainda instalar uma Central de Monitoramento.
 
A comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPA/M-12), coronel Mônica Ferreira, informou que a Polícia Militar tem trabalhado para reduzir os índices criminais na região central de Suzano. “Estamos trabalhando com planejamento de operações nos horários e locais de maior incidência criminal e com o reforço do policiamento de choque”, afirmou.
 
O comandante do 32º Batalhão, tenente coronel Wagner Matiota, esclareceu que a Polícia Militar tem trabalhando com ajuda da tecnologia para aumentar o policiamento. “O município está sendo parceiro no projeto Radar. Vamos colocar nossas 30 câmeras e a Prefeitura de Suzano deve conseguir uma parceria com a iniciativa privada da cidade para aumentar isso. Construiremos uma cerca eletrônica para controlar e combater os crimes”, ressaltou.
 
Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu