Câmara votará as contas de 2015 de Tokuzumi no dia 29

A Câmara de Suzano votará no próximo dia 29, em sessão extraordinária, o relatório das contas de 2015 da administração do ex-prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) que, recebeu parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O relator da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Câmara, o vereador Lisandro Frederico (PSD), afirmou ontem que novamente, assim como aconteceu nas contas referentes ao ano de 2014, apresentará seu parecer contrário a orientação do Tribunal de Contas e favorável a rejeição dos relatórios. Segundo ele, as contas apresentam erros graves.

 
A Câmara de Suzano votará no próximo dia 29, em sessão extraordinária, o relatório das contas de 2015 da administração do ex-prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) que, recebeu parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Os vereadores terão que decidir se acompanharão a indicação do órgão ou reprovarão os dados analisados.
 
A sessão acontecerá a partir das 9 horas e seguirá um rito específico. Inicialmente será lido na íntegra o parecer da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Câmara e do Projeto de Decreto Legislativo que prevê a votação das contas. Em seguida será feita a apreciação dos requerimentos apresentados pelos vereadores presentes, que, na sequência, poderão, caso desejem, fazer uso da palavra para discutir o assunto durante 15 minutos.
 
O próximo passo será a defesa oral do ex-prefeito ou de um procurador, que terão duas horas para apresentar seus argumentos. O mesmo período será reservado para a vice-prefeita Vivian Galvão (DEM), ou seu procurador. Após todas essas etapas será feita a votação com quórum de 2/3 dos parlamentares para rejeição do parecer informado pelo TCE.
 
O relator da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Câmara, o vereador Lisandro Frederico (PSD), afirmou ontem que novamente, assim como aconteceu nas contas referentes ao ano de 2014, apresentará seu parecer contrário a orientação do Tribunal de Contas e favorável a rejeição dos relatórios. Segundo ele, as contas apresentam erros graves.
 
Os dados dos dois primeiros anos da gestão do ex-prefeito (2013 e 2014) já foram aprovados pela Câmara em votações anteriores.
 
Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu