Bertaiolli se encontra nesta quarta (2) com Bolsonaro e apresenta a proposta para modernizar a Lei da Aprendizagem
Foto: Reprodução/Câmara dos Deputados

Bertaiolli se encontra nesta quarta (2) com Bolsonaro e apresenta a proposta para modernizar a Lei da Aprendizagem

O deputado federal, Marco Bertaiolli (PSD), se reúne nesta quarta-feira (2) com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). No encontro, que conta também com a presença de toda a bancada do PSD no Congresso Nacional, o parlamentar apresenta a proposta de revisão, modernização e atualização da Lei da Aprendizagem.

“É fundamental que o presidente conheça esse trabalho que estamos desenvolvendo e a importância para a transformação da vida de milhares e milhares de jovens de todo o Brasil”, destaca Bertaiolli.

Desde fevereiro, quando assumiu o cargo de deputado federal, Bertaiolli vem se dedicando a esta análise da Lei do Jovem Aprendiz por entender que, após 20 anos da sua promulgação, é preciso que haja uma modernização, desburocratização, adequando às novas tendências do mercado de trabalho e também às necessidades, qualificações e aptidões dos jovens, que podem se tornar aprendizes a partir dos 14 anos. “A lei é mais velha que muitos jovens que hoje estão acessando o mercado de trabalho com expectativas muito diferente de 20 anos atrás e os empreendedores também mudaram a forma de empreender e a relação entre empregador e empregado nestas duas últimas décadas”.

Encontrar o ponto de equilíbrio entre as entidades, empresas, jovens e todos os segmentos envolvidos é o grande desafio, segundo Bertaiolli, que já realizou diversas reuniões sobre o tema e na última quinta-feira, dia 26, promoveu o 1º Debate Nacional sobre a Lei da Aprendizagem em Brasília. O encontro, realizado no Congresso Nacional, contou com a presença de empregadores de diversos segmentos, desde o micro e pequeno empreendedor até as grandes redes, representantes do Ministério Público, Ministério do Trabalho, Ministério da Economia, Organizações não Governamentais e jovens que já fizeram ou estão inseridos no programa.

“O objetivo é levar para o debate na Câmara dos Deputados um projeto de lei que traga o extrato de toda essa discussão e contemple  a todos”. Ainda segundo o deputado, hoje estima-se que cerca de 470 mil jovens e adolescentes com idades entre 14 e 24 anos façam parte do programa Jovem Aprendiz, quando, na opinião do parlamentar, esse número poderia ser muito maior. “Há condições de se chegar a mais de um milhão de jovens, que hoje estão à procura do primeiro emprego ou já fazem parte da estatística de desempregados no Brasil”.

Projeto

Uma vez aprovado no Congresso Nacional, as alterações precisam passar pelo crivo do presidente. “Por isso, a importância dessa reunião para que possamos pontuar todos os ângulos da Lei da Aprendizagem”, destaca Bertaiolli, acrescentando que o objetivo maior é fortalecer e ampliar a legislação. “É preciso que todos os lados sejam potencializados e atendidos, tanto o empregador que tem a grande chance de ter um profissional gabaritado e formado dentro do que precisa; quanto para o jovem, que tem a oportunidade de se tornar um profissional experiente e trilhar um caminho promissor”.

Com informações: Jornalista Bras Santos – freelancer para a Rádio SAT (com dados da assessoria do deputado)

 

Fechar Menu