Ashiuchi prepara lançamento do Prosuz para o mês de julho

Plano de Saúde Suzanense prevê a reforma e ampliação de atendimentos, além de novos serviços na cidade

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), anunciou a implantação do Plano de Saúde Suzanense (Prosuz), com previsão de ser lançado no próximo mês. A medida prevê a modernização de todo o sistema da rede, reformas nas estruturas físicas das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e dos Pronto Atendimentos (PAs), além da ampliação dos horários de atendimento. O programa ainda inclui ações importantes como a descentralização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e campanhas contra o sedentarismo, por meio de ofertas gratuitas de atividades físicas.
 
A novidade foi divulgada pelo republicano durante a entrega da nova ala de atendimento do Pronto Socorro (PS) Municipal. “Vamos reformar as unidades de saúde e recolocar para funcionar com o horário estendido. Terão algumas UBSs que vão prestar atendimento até às 20 horas, outras até às 22. Será possível atender melhor aquele trabalhador que sai do serviço às 17 horas. Dessa forma, vamos diminuir o fluxo no Pronto Socorro, para que possamos concentrar nos casos emergenciais”, detalhou o prefeito.
 
O Prosuz será implantado gradativamente, segundo detalhou Ashiuchi. O chefe do Executivo apontou a modernização tecnológica como uma das primeiras etapas do programa. “Hoje, temos um sistema muito carente na parte de informatização. Após a conclusão dessa fase, será possível saber há quantos dias o paciente passou em alguma especialidade, em qual unidade, quantas vezes ele foi no médico, qual remédio tomou, enfim. Teremos todas essas informações”, explicou. “O Prosuz tem várias fases. A primeira é a modernização e extensão de horários. A informatização não será feita de uma hora para outra. Estamos buscando ideias e soluções”, acrescentou.
Ashiuchi ainda lembrou que a cidade tem 23 unidades de saúde em pleno atendimento que devem receber os serviços de melhorias, mas novos postos devem ser entregues em breve, já que há planos para a retomada das obras da UBS do Jardim Revista. “Com relação as reformas, terá meses em que conseguiremos concluir duas UBSs menores. Por exemplo, uma unidade emergencial que temos é o Pronto Atendimento de Palmeiras, além de reformá-lo, vamos colocar médicos”.
 
A descentralização do Samu será iniciada a partir de julho, segundo antecipou o prefeito. O republicano explicou que uma ambulância ficará na região norte da cidade e outra no PA de Palmeiras. A sede do Samu, no entanto, permanecerá na avenida Governador Mário Covas Junior, a Marginal do Una.
 
Na ocasião, o prefeito ainda frisou a implantação de campanhas contra o sedentarismo. “Tivemos, hoje (ontem), uma reunião com as Secretarias de Saúde e Esportes, que vão iniciar um trabalho oferecendo exercícios físicos para incentivar as pessoas saírem do sedentarismo”, contou. Essas ações terão início até janeiro de 2018 e preveem a oferta de ginásticas em unidades escolares e academias ao ar livre.
 

Estrutura da UPA pode ganhar novo destino

O espaço que seria destinado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Revista, em Suzano, poderá ganhar um novo destino e ser utilizado para a implantação de outro equipamento de saúde pública

O espaço que seria destinado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Revista, em Suzano, poderá ganhar um novo destino e ser utilizado para a implantação de outro equipamento de saúde pública. A possibilidade ainda está sendo avaliada pela administração municipal, segundo adiantou o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).
 
A obra teve início na gestão do ex-prefeito Marcelo Cândido e, desde 2012, está parada. A estrutura, inclusive, é alvo frequente de vandalismo e teve todo o telhado furtado no último mês. A construção foi abandonada quando já estava 70% concluída, faltando apenas a fase de acabamento, orçada em R$ 1,5 milhão. Além do telhado, as portas e janelas também já foram arrancadas.
 
O republicano disse que está estudando as questões financeiras, pois o custo é muito alto para manter uma unidade desse porte. “Estamos analisando se cabe uma UPA ou outro equipamento de saúde naquele local. Essa é uma discussão não só de Suzano, mas nacional. A UPA, hoje, é inviável para a cidade. O custo mensal de manutenção é de R$ 1 milhão. E o município recebe apenas R$ 250 mil de repasse”, disse. (F.F.)
 

Ala de atendimento do PS é toda reformada

O Pronto Socorro (PS) Municipal de Suzano ganhou uma nova ala de atendimento. O espaço foi totalmente reformado e vai disponibilizar salas reservadas para a medicação de pacientes, que terá três enfermeiros disponíveis para prestar o atendimento e agilizar as filas de espera

O Pronto Socorro (PS) Municipal de Suzano ganhou uma nova ala de atendimento. O espaço foi totalmente reformado e vai disponibilizar salas reservadas para a medicação de pacientes, que terá três enfermeiros disponíveis para prestar o atendimento e agilizar as filas de espera. A recepção também teve a estrutura readequada e todo o setor recebeu móveis novos, incluindo cadeiras e poltronas. Nos próximos meses, inicia a etapa de troca dos pisos e cobertura da unidade.
 
Os primeiros pacientes já foram atendidos ontem mesmo na nova estrutura, que foi entregue pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR), no início da tarde. “A estrutura mudou muito. Hoje estamos inaugurando essa ala de medicação, inalação e soroterapia. Estamos ampliando e melhorando o atendimento”, destacou o republicano, lembrando que a unidade atende, em média, 850 pacientes por dia.
 
Recentemente, outro setor de atendimento do PS Municipal também foi reformado, após a queda do telhado que ocorreu no início do ano. Todos os serviços de reformas e readequações da unidade ficaram orçadas em R$ 65 mil.
“A recepção foi readequada, além disso foi feita uma sala de medicação, onde é ampliado para três enfermeiros, podendo ser medicadas até três pessoas ao mesmo tempo, o que já acelera o atendimento”, destacou Mauro Vaz, que é o diretor administrativo do PS Municipal. “Se o paciente precisar de inalação, oxigenação ou soroterapia, ele não ficará exposto e, sim, num lugar mais restrito e reservado”, disse ontem na inauguração da ala.
 
Mauro Vaz falou das próximas etapas de reforma na unidade de saúde e a adequação que o PS vai receber, incluindo a troca de telhado do prédio. “A partir de agora começa a troca de piso e uma nova cobertura. Toda a ortopedia será reformada, incluindo a parte da administração com o raio-x. Quero concluir nos próximos dois meses”, adiantou o diretor. (F.F.)
 
Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu