Amado Batista se retrata após chamar Lula e seu filho de ladrões
Foto: Assessoria/Divulgação

Amado Batista se retrata após chamar Lula e seu filho de ladrões

O cantor precisou pedir desculpas publicamente como parte de um acordo judicial. No pedido de desculpas, Amado Batista diz que suas afirmações foram baseadas em “meros boatos”. 

O cantor Amado Batista se retratou publicamente após dizer que o ex-presidente Lula e seu filho, Fábio Luís Lula da Silva – o Lulinha – “roubaram pra caramba” durante os governos petistas.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o pedido de desculpas foi parte de um acordo judicial feito no Tribunal de Justiça de Pernambuco.

A fala de Batista ocorreu no ano passado durante uma entrevista para a Rede Nordeste de Rádio. “Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje”, afirmou ao mencionar o líder petista e sua família.

O cantor ainda se referiu à Lulinha como um latifundiário, e que bastava ir para o Pará e Mato Grosso para comprovar. “Ao vivo e a cores”, disse.

No pedido de desculpas, Amado Batista diz que suas afirmações foram baseadas em “meros boatos”.

“Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”, diz.

O acordo fez com que a punição por injúria fosse extinta. Além disso, o Ministério Público também arquivou a ação.

Em outra etapa do processo, Lulinha pede que a retratação seja publicada no site e no canal do YouTube do programa da rádio, onde as falas do cantor foram feitas.

Veja a íntegra do pedido de desculpas: 

“Eu, AMADO RODRIGUES BATISTA, cantor e empresário, venho, publicamente, RETRATAR-ME de ofensas e expressões iniustamente proferidas contra FÁBIO LUIS LULA DA SILVA em entrevista concedida ao jornalista Magno Martins no dia 28 de maio de 2021, publicada na rede social YouTube e com repercussão em diversos veículos de comunicação.

PEÇO DESCULPAS a FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita.

Apesar de ter dito que FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, RECONHEÇO que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade.

Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito.”

Com Informações: Terra

Fechar Menu