Vigilância Sanitária suspende novas internações na UTI para adultos da Santa Casa de Suzano
Foto: Mogi News

Vigilância Sanitária suspende novas internações na UTI para adultos da Santa Casa de Suzano

Fiscais verificaram a necessidade de manutenções na ala, como higienização de ar-condicionado, troca de uma parte do mobiliário e manutenções hidráulicas. Os pacientes que já estavam internados no setor seguem na unidade, segundo a Prefeitura.

A Vigilância Sanitária de Suzano suspendeu novas internações na UTI para adultos da Santa Casa, segundo a Prefeitura, que é gestora do hospital. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (14). Os pacientes que já estavam internados seguem na unidade.

Os fiscais verificaram a necessidade de manutenções na ala, como higienização de ar-condicionado, troca de uma parte do mobiliário e manutenções hidráulicas.

Segundo a administração municipal, a direção da Santa Casa está providenciando as adequações necessárias para que a situação seja normalizada o mais rápido possível.

Os pacientes que já estão internados na UTI continuam com o tratamento normalmente. Segundo a Vigilância Sanitária, a ação é cautelar, com o objetivo de manter e melhorar a qualidade do serviço prestado na unidade.

“Quando você tem menos pacientes no local, você consegue uma melhor condição de trabalho. Isso é uma medida acautelatória, de dois a cinco dias. A Santa Casa correspondeu e já está sendo atendido o pedido da Vigilância. Eu creio que até sexta-feira, no máximo, ou domingo, ela volte ao normal”, conta Mauro Vaz, diretor da Vigilância Sanitária.

Caso haja necessidade de uma vaga em UTI neste período, de acordo com a Prefeitura, o paciente será estabilizado e encaminhado à unidade hospitalar de referência mais próxima.

A aposentada Vera Lúcia Pires avaliou como “triste” a situação do hospital. “Nós precisamos do SUS, não temos outra alternativa. Só tem a Santa Casa. Quando tem exame para fazer, que o posto passa, não tem como fazer. Se tiver urgência, tem que pagar. E a UTI vai fazer como aqui se precisar? Todo mundo vai morrer?”, questiona.

O mecânico José Maria dos Santos conta que o sobrinho está na unidade e fez uma cirurgia e está para receber alta. “Mas e as pessoas que estão chegando?”, pontua.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu