Vacina contra o HPV: 2ª dose começou

vacina_hpv_arte_close

A segunda fase da campanha de vacinação contra o HPV – vírus papiloma humano – em meninas de 11 a 13 anos, começou na última segunda-feira, dia 1º de setembro, em escolas públicas, privadas e em unidades de saúde de todo o Brasil.
Na primeira etapa, iniciada em março, mais de 4,3 milhões de meninas foram imunizadas, atingindo 87,3% da meta do ministério da Saúde.

Para garantir a eficácia da vacina, são necessárias três doses, com intervalo de 60 e 180 dias após a primeira aplicação.
Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, a segunda dose é imprescindível para garantir a eficácia da vacina e deve ser tomada com intervalo de 60 a 180 dias após a primeira aplicação.

A terceira dose deve ser ser aplicada cinco anos após a primeira fase.
“Aquelas que tomaram a primeira dose, aquelas que não tomaram ou aquelas que acabaram de fazer 11 anos devem tomar. Só com a primeira dose não fica protegida. Para ficar protegida pela vida inteira, tem que tomar a segunda dose e, daqui cinco anos, tomar a terceira dose”, disse o ministro.
A meta do ministério é vacinar 80% do grupo-alvo – 4,9 milhões de meninas.

2015
A partir do ano que vem, a campanha vai abranger crianças com idade entre 9 e 11 anos e, em 2016, a imunização será incluída no calendário de vacinação das meninas a partir de 9 anos.
“A estratégia prevê que a partir de 2016 essa vacina fique no calendário de vacinação após os nove anos de idade, antes do início de qualquer atividade sexual ou contato com o HPV, momento adequado de resposta imunológica, atendendo às recomendações de organizações internacionais”, disse o ministro.

O HPV é a principal causa do câncer de colo do útero.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é que 15 mil novos casos serão registrados no país em 2014 – e 4,8 mil mulheres deverão morrer vítimas da doença, que pode ser evitada com a vacina.

Fonte: Só Notícia Boa

Deixe uma resposta

Fechar Menu