Após quatro meses, psicólogos contratados por meio de convênio começam a atender vítimas de massacre em Suzano
Foto: Reprodução

Após quatro meses, psicólogos contratados por meio de convênio começam a atender vítimas de massacre em Suzano

Profissionais foram contratados por meio de um convênio firmado entre a Secretaria Estadual de Saúde e Fundação Faculdade de Medicina. Previsão é que sejam feitos 40 mil atendimentos de alunos e de outras pessoas da comunidade até o fim do ano. A orientação para quem precisa do atendimento psicológico é procurar a unidade de saúde mais próxima de casa. Não há necessidade de encaminhamento prévio.

(mais…)

Continuar lendo
Pais denunciam enormes buracos em muro e livre acesso à escola estadual de Suzano; massacre na cidade em março abalou o país
Foto: Polícia Militar/Divulgação

Pais denunciam enormes buracos em muro e livre acesso à escola estadual de Suzano; massacre na cidade em março abalou o país

Enquanto a Escola Raul Brasil, onde massacre ocorreu, agora conta com segurança privada, na Yolanda Bassi os pais dizem que professores precisam lidar com traficantes dentro da quadra. Secretaria Estadual de Educação diz que muro será reparado e que procedimentos de segurança estão sendo revistos.

(mais…)

Continuar lendo
Suspeito de vender arma do massacre de Suzano é vizinho de uma das vítimas
Mecânico é um dos suspeitos de envolvimento no massacre da Raul Brasil — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Suspeito de vender arma do massacre de Suzano é vizinho de uma das vítimas

‘Ela está ainda mais assustada’, contou a mãe da estudante Jenifer da Silva Cavalcante que conseguiu sobreviver, após se fingir de morta e se jogar em cima da poça de sangue de uma das vítimas. A adolescente, no entanto, terminou sendo pisoteada por outros alunos que fugiam. (mais…)

Continuar lendo
Professora de Suzano: ‘Não sou heroína, sou sobrevivente’
Professores, funcionários e alunos convivem com o trauma provocado pelo ataque à Escola Raul Brasil Imagem: Bruna Nascimento/Myphoto Press/Estadão Conteúdo

Professora de Suzano: ‘Não sou heroína, sou sobrevivente’

Uma das professoras da Escola Estadual Professor Raul Brasil que presenciou o massacre no último dia 13, disse que não quer voltar ao local e que terapia nenhuma vai fazê-la esquecer o que presenciou ali: ‘O que faço com uma medalha se um atirador chegar lá? Dou para ele a medalha?”

(mais…)

Continuar lendo
  • 1
  • 2
Fechar Menu