Suzano pede limpeza do Tietê para evitar os alagamentos
Foto: Irineu Junior

Suzano pede limpeza do Tietê para evitar os alagamentos

Na oportunidade, Ashiuchi apontou as ocorrências de alagamentos nas regiões dos bairros Cidade Miguel Badra e Jardim Monte Cristo, bem como no distrito de Palmeiras. Em seguida, apresentou ao diretor de Obras do Daee um relatório de fiscalização elaborado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), se reuniu na tarde de ontem com o superintendente do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), Heitor Brandão de Azevedo, e com o diretor de Obras do órgão estadual, Francisco Loducca, na capital paulista, para solicitar a limpeza e o desassoreamento do Rio Tietê e de seus afluentes nos trechos que passam pela cidade, a fim de evitar alagamentos. O encontro foi intermediado pelo deputado estadual André do Prado (PR).
Na oportunidade, Ashiuchi apontou as ocorrências de alagamentos nas regiões dos bairros Cidade Miguel Badra e Jardim Monte Cristo, bem como no distrito de Palmeiras. Em seguida, apresentou ao diretor de Obras do Daee um relatório de fiscalização elaborado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
Segundo o documento, numa avaliação preliminar, a pasta constatou que ocorrências de inundação dos rios Guaió e Jaguari e do canal de drenagem da rua Albert Fink são decorrentes do refluxo das águas do Tietê, provocados pelo assoreamento da calha. “Diante deste cenário, solicitei a limpeza dos trechos do rio que passam por Suzano. Se possível, dar início ao Lote 4, que compreende a área de Suzano a Itaquaquecetuba”, declarou o chefe do Executivo suzanense.
De acordo com o diretor de Obras do Daee, o setor técnico vai buscar meios para solucionar os problemas apontados. Inclusive, uma equipe já está circulando pelo local e definindo as estratégias que serão tomadas. “Para vocês terem uma ideia, já retiramos mais de 2 mil veículos do rio nos últimos dois anos. Hoje estamos com um barco com aparelhos de sonar para localizar novos carros para que possamos retirá-los. Agora, nosso setor técnico vai buscar as soluções necessárias”, informou Loducca.
Por fim, o deputado destacou que vai continuar acompanhando os trabalhos do Daee e buscando as soluções permanentes aos alagamentos. “A pedido do prefeito, agendei esta reunião para que possamos agilizar as tratativas e solucionar os problemas. Com a limpeza e o desassoreamento, evitaremos alagamentos e transtornos às famílias”, concluiu.

Itaquá faz percurso no Tietê de barco

A Defesa Civil de Itaquaquecetuba juntamente com agentes do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), da Defesa Civil de Suzano e o prefeito regional de São Miguel Paulista, Edson Marques, percorreram de barco trechos do Rio Tietê nos bairros Itaim Paulista, Vila Laurita, São Miguel Paulista em São Paulo e no município de Guarulhos.

O objetivo da ação era encontrar possíveis locais de represamento de água que estariam influenciando nos alagamentos nos bairros Vila Japão, Vila Maria Augusta, Vila Sônia e Jardim Fiorello em Itaquá e em áreas de Suzano.
Ao longo dos oito quilômetros vistoriados foram encontrados pontos de estrangulamento do rio, formações de ilhas, pontos assoreados e muito lixo, entre eles, carcaças de carros, entulhos e rejeitos residenciais, que inclusive, travaram as hélices das embarcações utilizadas pelas equipes em três oportunidades.
De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Itaquá, Anderson dos Santos, não foi possível verificar a formação rochosa que pode ser a principal causadora do represamento de água devido ao nível do rio estar acima do normal.
“Chegamos ao ponto, mas devido o excesso de água não foi possível fazer a identificação da situação”, comentou.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu