Suzano estuda programação de Carnaval, mas descarta desfiles de escolas
Foto: Diário de Suzano

Suzano estuda programação de Carnaval, mas descarta desfiles de escolas

Expectativa é de que tenha concurso de marchinhas, matinês nos centros culturais e apoio a blocos tradicionais

Os desfiles de rua do Carnaval de Suzano serão, pelo 5º ano consecutivo, cancelados. A Secretaria de Cultura de Suzano informou que não há programação de desfile de Carnaval para 2019. Tudo por razões orçamentárias e também porque não houve um processo de organização das escolas de samba da cidade, que ficaram um período sem atividade. “Não houve continuidade dos trabalhos nos barracões das agremiações”, informou a Secretaria de Cultura.
A Prefeitura de Suzano ainda não definiu a programação oficial.
“Como faltam 2 meses para o Carnaval, a Secretaria ainda está estudando a programação. Quando a mesma estiver definida, será divulgada”, informou a Secretaria de Comunicação em nota.
Segundo a Prefeitura, em princípio haverá apenas concurso de marchinhas, matinês nos centros culturais e apoio a blocos tradicionais.
Segundo o secretário Geraldo Garippo, “o Carnaval é uma festa popular importante, pois propicia a todas as classes a manifestação da alegria, criatividade e raízes do povo brasileiro. Por isso temos a certeza que sempre cada folião, cada agremiação, cada bloco, cada salão organizará sua festa com responsabilidade e muita alegria.”
HÁ 5 ANOS SEM DESFILES
Sem Carnaval de Rua há quatro anos (neste ano serão 5 anos), os desfiles dos blocos de Suzano para que os foliões possam curtir o Carnaval de forma harmoniosa com o restante da cidade deve não acontecer novamente neste ano. No ano passado, a Prefeitura de Suzano promoveu bailes e matinês nos Centros Culturais.
Conforme publicado anteriormente pelo DS, não houve programação de desfiles de Carnaval para 2018 no município.
No ano passado foi a quarta vez consecutiva que Suzano cancelou a festividade. Na ocasião, segundo a Secretaria de Cultura, o motivo aconteceu devido razões orçamentária e pela falta de organização das agremiações nos preparativos para a festividade.
A administração alega que não houve continuidade dos trabalhos nos barracões das escolas, que ficaram um período sem atividade.
Em janeiro de 2017, a atividade havia sido cancelada pela terceira vez por causa da falta de verba orçamentária. Na ocasião, o Executivo economizou cerca de R$ 1,2 milhão.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu