Suzano: Estado cancela duplicação de estrada para alça do Rodoanel

Artesp informou ontem que a estrada dos Fernandes será somente reestruturada com pavimento e sinalização

A estrada dos Fernandes, que liga Suzano a Ribeirão Pires e Mauá, não receberá mais obra de duplicação. A intervenção havia sido prometida em 2015 como parte integrante do projeto de implantação do futuro complexo viário de acesso e saída do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21), na Chácara Sete Cruzes.
 
O cancelamento da obra foi comunicado pelo diretor-geral da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), Giovanni Pengue Filho, ao prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) e ao deputado estadual André do Prado (PR) durante reunião, ontem, na capital. “A informação que tivemos do governo do Estado é de que a estrada não será duplicada. A via será somente reestruturada com pavimento e sinalização”, afirmou.
 
De acordo com Pengue Filho, as obras da alça e da reestruturação da estrada dos Fernandes precisam estar “alinhadas”. Ele garantiu também que a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) já emitiu licenças parciais para o início das intervenções. Contudo, foram encontrados alguns impeditivos, como a intervenção em trechos do rio Guaió e escassez financeira. “O restante das liberações ambientais para a construção da alça do Rodoanel depende de melhorias na própria estrada dos Fernandes”, ressaltou.
 
A informação não foi bem recebida pelo prefeito, principalmente em relação aos impactos que poderão ser causados à cidade sem a duplicação. “Causaram-me uma grande preocupação todas essas problemáticas técnicas e financeiras. Causou-me também estranheza saber que a estrada dos Fernandes será somente recuperada, e não duplicada. Isso afeta diretamente as condições estruturais da cidade, já que a alça de saída de veículos, principalmente de caminhões, depende de uma revitalização completa da via. Além disso, a alça depende de um viário adequado que comporte o volume de veículos que ali vão trafegar”, analisou o prefeito.
 
Segundo a Prefeitura de Suzano, o projeto executivo original para a construção do complexo viário gira em torno de R$ 160 milhões. Levando em consideração os entraves financeiros e ambientais, Ashiuchi frisou que é necessária uma mobilização dos órgãos do Estado para que os suzanenses não sejam ainda mais prejudicados com o atraso das intervenções, que foram anunciadas em maio de 2015.
 
Insistência
 
André do Prado também se comprometeu em cobrar do Estado medidas em caráter de urgência e insistir para que a estrada dos Fernandes seja duplicada. “Vamos verificar com o governo do Estado a possibilidade de investir na duplicação da estrada dos Fernandes, que será fundamental para conceder mobilidade e fluidez ao trânsito”, garantiu. A última promessa havia sido feita pelo próprio governador Geraldo Alckmin (PSDB), em julho do ano passado, durante encontro com prefeitos da região, no Palácio dos Bandeirantes.
 
Ainda na reunião de ontem, o deputado e a vereadora Gerice Lione (PR), também presente, pediram a Pengue Filho manutenção e limpeza na extensão do Rodoanel, a fim de evitar o acúmulo irregular de lixo e entulho e o tráfico de drogas, na altura da avenida Brasil, do Jardim Monte Cristo e do Jardim Suzanópolis.
 
Da mesma forma, Ashicuhi solicitou à Artesp um posicionamento sobre as indenizações que ainda não foram pagas aos moradores que tiveram suas residências desapropriadas durante a construção da rodovia. Os processos tramitam na Justiça.
 
Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu