Suzano destrói carga de materiais apreendidos pela Guarda Municipal na cidade
Foto: Irineu Junior

Suzano destrói carga de materiais apreendidos pela Guarda Municipal na cidade

Objetos foram apreendidos entre outubro de 2018 e maio deste ano. Parte deles é doada ao Fundo Social de Solidariedade.

A Guarda Municipal e a Polícia Militar destruíram nesta segunda-feira (27) os produtos ilegais apreendidos em mais de 50 operações em Suzano.

Entre os materiais havia mais de 200 garrafas de bebidas alcoólicas, entre uísque e vodka, e centenas de unidades de energéticos. Todo esse material foi apreendido no fim de semana durante um baile funk, no distrito de Palmeiras. A carga foi para uma sala que, por segurança, fica numa repartição secreta da Prefeitura.

Mas tinha ainda eletrônicos, eletrodomésticos, roupas, calçados, doces e até água, 12 mil maços de cigarros falsificados, 180 mil mídias e cerca de 300 réplicas de arma de fogo. Tudo material falsificado ou sem procedência, apreendido entre outubro do ano passado e maio deste ano.

Alguns produtos são encaminhados para o Fundo Social de Solidariedade, mas os perecíveis não podem ser doados.

O diretor do Setor Municipal de Fiscalização e Posturas, Edson Tavares, explicou que, como a água, há denúncia de que as pessoas que revendem enchem em torneiras e bicas.

“Tem água bem turva e que, em alguns casos, vem até com o lacre rompido. Tem pipoca vencida em fevereiro de 2019 e apreendida no ano passado”, conta.

A Prefeitura selecionou três tipos de materiais para ser destruído pelo rolo compressor: CDs, cigarros e réplicas de armas.

A carga foi levada para um espaço da Secretaria Municipal de Obras, escoltada pela Guarda Municipal. Um rolo compressor passa várias vezes até que os produtos sejam triturados antes de irem para o local de incineração.

Dados da Receita Federal mostram que os cigarros e similares são os produtos mais contrabandeados. No ano passado os derivados do tabaco representaram aproximadamente 43% do total de mercadorias apreendidas pelo órgão.

Em Suzano, para tentar combater esse tipo de crime, são realizadas operações em terminais de ônibus, região central da cidade e feiras livres.

“Essas apreensões da gente é para combater o comércio irregular, que em Suzano estava avançado, e essas apreensões são rotineiras, e a gente conta sempre com a Polícia Militar e a GCM”, conta o diretor.

Em Suzano, as denúncias de venda irregular podem ser feitas pelo telefone 4745-2046

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu