Segurança: Estado amplia para o Alto Tietê autorização para PM utilizar fuzil
Foto: Diogo Moreira/Divulgação

Segurança: Estado amplia para o Alto Tietê autorização para PM utilizar fuzil

Armamento é de uso na Instituição em operações específicas e no policiamento ostensivo e preventivo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, o objetivo é aumentar ainda mais o poder de reação dos PMs e também a percepção de segurança da população.

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Polícia Militar, ampliou a autorização de uso de fuzis com maior precisão e alcance, modelos .556 e .762, pela PM em todas as regiões do Estado, inclusive nos municípios do Alto Tietê. O armamento é de uso na Instituição em operações específicas e no policiamento ostensivo e preventivo, mas agora a quantidade será ampliada em todas as atividades de competência da Polícia Militar.
O treinamento e o número de policiais militares do Estado de São Paulo com habilitação para usar fuzil têm aumentado na corporação, desde o primeiro semestre, quando o projeto foi implantado, segundo o Estado.
O objetivo é aumentar ainda mais o poder de reação dos PMs e também a percepção de segurança da população. Os equipamentos já foram utilizados pelas equipes da PM numa ação em Bauru para a recuperação dos recursos roubados no início do mês. O Estado informou que a experiência bem-sucedida foi implantada pelo então comandante-geral da Polícia Militar, Marcelo Vieira Salles, quando comandava a região Oeste, e implantada em toda a Polícia Militar agora, com o aval do Governo do Estado de São Paulo.
Anteriormente, os fuzis eram utilizados em operações específicas e, agora, em todo o policiamento ostensivo e preventivo.
“Trata-se, portanto, de uma medida importante para a segurança pública, pois permite fazer frente a criminosos que atuam em ocorrências com grave risco de morte, como furtos e roubos a caixas eletrônicos e transportadores de valores. Sargentos, cabos e soldados devidamente habilitados poderão utilizar fuzis, de acordo com estudos e com a estratégia operacional de cada região. Portanto, não há metas, nem previsões, mas sim estudos permanentes, descentralizados, que objetivam acompanhar a dinâmica criminal em todo o Estado, conforme as peculiaridades de cada município”, informou.
O governo do Estado ampliou, desde o final de setembro, o uso de fuzis por policiais militares. O armamento, que era de uso permanente da corporação em operações específicas, será utilizado no policiamento ostensivo e preventivo, segundo informou o governo estadual. A medida traz novos elementos ao debate sobre segurança, intenso nesse período eleitoral, sobre as soluções para diminuir a violência no estado.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, o objetivo é aumentar ainda mais o poder de reação dos PMs e também a percepção de segurança da população.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu