SANTA ISABEL – Prefeitura ameaça fechar escola e preocupa pais
Foto: Reprodução/TV Diário

SANTA ISABEL – Prefeitura ameaça fechar escola e preocupa pais

Os pais dos alunos da Escola Rural do Retiro, em Santa Isabel, estão preocupados. A Prefeitura quer fechar a unidade, que é a única do bairro, e transferir os alunos para outra escola em Arujá. No entanto, as famílias não concordam com a decisão e temem que ela afete a aprendizagem e a rotina das crianças.

No portão, um cartão que diz que estão abertas as matrículas para o ano letivo de 2020 está confundindo os pais que querem colocar os filhos na escola do bairro Retiro. Eles contam que ouviram dizer que a escola deve fechar em breve.

A dona de casa Vanessa Aparecida da Silva não gostou da ideia. “Eu vim fazer a matrícula da minha filha porque eu vi o cartaz, mas aí eu fui informada que talvez vá fechar a escola. Aí, vão levar as crianças para outro bairro, o Vila Arujá. É impossível colocar uma criança de 4 anos dentro de um ônibus para locomover para outro bairro, sendo que tem escola. Não fiz a matrícula”, afirma.

Segundo os moradores, essa é a única escola do bairro e não é a primeira vez que eles escutam isso. O problema é que, dessa vez, eles acreditam que a escola realmente vai fechar.

“É uma situação antiga. Eu sempre ouvi. Mesmo antes da minha neta estudar aí. Nós pais não queremos que feche a escola. É o único recurso que nós temos aqui. É o único benefício que nós temos no bairro”, conta Luzia Francisca Lopes Cruz.

Segundo a Prefeitura de Santa Isabel, atualmente, a escola atende a cerca de 90 crianças. No ano que vem, os alunos do quinto ano vão sair da unidade e só 68 continuarão matriculados. Como a maioria dos alunos é de Arujá, a alternativa encontrada foi transferir os estudantes para outra escola por lá.

A dona de casa Carla Silva Marques dos Santos também não concorda com a decisão. “Mesmo que tenha a comodidade de um ônibus escolar vir buscar as crianças, para nós é difícil porque 5h da manhã, levar os bichinhos pequenininhos. É perigoso, a rua tem curva. Ainda estão querendo levar lá para Vila Arujá. Pra mim, prefiro a escolinha aqui. Na quinta série estarão mais maduros para pegar um ônibus e ir pra Arujá”, diz.

Para os pais, tirar as crianças da escola vai comprometer, inclusive, o aprendizado dos alunos.

“A minha filha, quando entrou na primeira série, eu já passei por isso. Eles pegavam as crianças aqui 5h40 e levavam para Santa Isabel. Lá, muitas vezes a professora chegava a ligar porque minha filha tinha problema de saúde em questão de desenvolvimento. Eu acho que a questão não era nem saúde, era porque ela saía muito cedo daqui. E tem a questão de segurança também. Muitas vezes ela chegava a falar que a van quase batia. Muitas vezes atrasava a van. Passamos por momentos muito difíceis”, diz Cecília Tais dos Santos.

Eles questionam a decisão e dizem que, se o prédio já existe, não há porque tirar os alunos dele, como afirma Débora Luzia Freire dos Santos.

“Não tem necessidade de fechar a escola, ficar o prédio fechado, sendo que tem aluno para ter aula. Vai mandar lá para o outro lado, outra cidade, umas crianças pequenas, sendo que tem um prédio aqui. Podem dar aula aqui. Aluno tem”.

Em nota, a Prefeitura de Arujá disse que recebeu uma visita de representantes de Santa Isabel e foi informada sobre a possibilidade de fechamento da unidade escolar, mas nada foi comunicado oficialmente. Arujá disse ainda que entende que a demanda é do município, mas o prédio atual é de Santa Isabel, por isso, os alunos vão ter que ir pra outra unidade.

A ideia é transferir os alunos para a Escola Municipal Maria De Lourdes. A Prefeitura de Arujá espera a comunicação oficial de Santa Isabel para atender a demanda e resolver a situação.

Com informações: G1

Fechar Menu