Procon dá dicas sobre como fazer compras seguras na Black Friday

Importante é os consumidores se atentarem a esse período de ofertas e tomarem cuidado para que não se vejam prejudicados ou mesmo lesados

Foto: Mauricio Sordilli

 

O Procon de Suzano faz alertas e dá dicas aos consumidores em relação à campanha no comércio Black Friday, que ocorrerá nesta sexta-feira (24/11). O objetivo é que se atentem a esse período de ofertas e tomem alguns cuidados para que não se vejam prejudicados ou mesmo lesados depois da compra.

 Para evitar esse tipo de situação, o órgão municipal orienta a controlar a ansiedade em relação às “megaliquidações” e aos preços aparentemente baixos. Por esse motivo, planejar é uma atitude essencial. “Os preços até podem parecer tentadores, mas é importante se planejar para não complicar o orçamento. Logo depois da data, chega a hora de pagar o IPTU, o IPVA, a matrícula escolar, entre outros. E não dá para se livrar dessas contas”, destacou a coordenadora do Procon de Suzano, Daniela Itice.

 A tradição da Black Friday, que ocorre sempre na última sexta-feira de novembro, teve início nos Estados Unidos e virou uma “febre” no Brasil a partir de 2010, com o objetivo de impulsionar as vendas pré-Natal, aproveitando ainda o pagamento do 13º salário. Mas para não gastar mais do que pode, a dica é fazer uma lista de produtos que precisa e que gostaria de comprar e estabelecer um limite de gastos, para saber quanto da sua renda estará comprometida.

 A coordenadora do Procon explicou que a pesquisa é fundamental e pode ser feita por meio da internet, a partir de ferramentas que não apenas mostrem preços como também a evolução em períodos anteriores. Assim será possível comparar com os valores praticados na Black Friday.

 “Muitas empresas maquiam o preço para que o produto pareça mais barato. Ou seja, sobem o valor antes e baixam na data como se fosse uma oferta. Essa prática é considerada publicidade enganosa e o estabelecimento pode ser penalizado”, comentou Daniela Itice. Em razão disso, é importante guardar o folheto ou a propaganda virtual (foto da tela do computador ou celular) com a demonstração do produto, valor, link do site, nome da empresa e data e hora em que foi feita a pesquisa. Assim, será possível conferir se a oferta realmente foi cumprida.

 

Internet

Mais uma dica importante, principalmente se a compra for feita pela internet, é pesquisar a idoneidade da loja. Certifique-se de que a empresa existe, verificando se possui endereço físico e canal de relacionamento com o consumidor. Também consulte a lista do Procon-SP (www.procon.sp.gov.br) com sites que devem ser evitados, a fim de não “cair em armadilhas”.

 “Além disso, ao acessar o endereço eletrônico, verifique se aparece um cadeado no canto esquerdo da barra de busca. Caso esteja visível, provavelmente a loja é segura. Evite também site que só aceita pagamento via boleto, pois além de não passar pela verificação da administradora do cartão, caso haja fraude, não conseguirá reaver o valor pago”, alertou a coordenadora. E caso se deparar com uma empresa falsa, a orientação é denunciar ao Procon

 Promoções enviadas por e-mail também merecem cuidado e precaução. “Com a proximidade da data, é comum receber diversos e-mails com ofertas ‘imperdíveis’. Antes de clicar, desconfie. Golpistas aproveitam o aumento do número de transações para ludibriar consumidores. Além disso, preços muito abaixo da média praticada também são indícios de fraude”, disse Daniela Itice.

 Em caso de violação ao Código de Defesa do Consumidor e para denúncias de fraude, os cidadãos podem recorrer ao Procon de Suzano, que funciona na rua Baruel, 126, no centro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O órgão também atende pelo número (11) 4744-7322.

 

 Dicas para a Black Friday

 • Controlar a ansiedade diante das “megaliquidações”;

• Se planejar para não comprometer o orçamento;

• Fazer uma lista dos produtos que precisa e gostaria de comprar;

• Estabelecer limite de gastos;

• Pesquisar preços e evolução dos valores;

• Guardar folheto ou propaganda virtual do produto;

• Consultar a existência e a idoneidade da loja no caso de compra pela internet;

Evitar sites que só aceitam pagamento via boleto;

• Tomar cuidado com promoções enviadas por e-mail;

• Ficar de olho no valor do frete;

Em caso de descumprimento e/ou fraude, contatar o Procon.

 

Fonte: Procon de Suzano

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu