Prefeito de Suzano recebe confirmação da suspensão do leilão do prédio da Santa Casa

Prefeito de Suzano recebe confirmação da suspensão do leilão do prédio da Santa Casa

Plano de pagamento das dívidas da entidade foi apresentado ao Juízo Auxiliar em Execução (JAE) do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, recebeu na tarde desta sexta-feira (31/05) a confirmação da suspensão do leilão do prédio da Santa Casa de Misericórdia, por parte do Juízo Auxiliar em Execução (JAE) do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

A cessão da penhora deve-se à última reunião que o chefe do Executivo, ao lado do Conselho Fiscal e do setor jurídico da entidade, teve com o juiz Gabriel Borasque de Paula, na tarde desta quinta-feira (30/05), quando apresentou um plano de pagamento das dívidas.

De acordo com Ashiuchi, dentro da proposta de quitação apresentada, está o montante de R$ 3,6 milhões, por meio de emendas impositivas previstas para o ano de 2020 dos vereadores Gerice Rego Lione, Joaquim Antônio da Rosa Neto, Edirlei Junio Reis, José Silva de Oliveira, Alceu Mathias Cardoso, André Marcos de Abreu, Antônio Rafael Morgado, Carlos José da Silva, Denis Claudio da Silva, Isaac Lino Monteiro, Jaime Siunte, José Alves Pinheiro Neto, José Izaqueu Rangel, Leandro Alves de Faria, Marcos Antônio dos Santos, Max Eleno Benedito, Neusa dos Santos Oliveira e Rogério Gomes do Nascimento, sendo R$ 200 mil de cada.

Além disso, o valor de R$ 6,1 milhões também será destinado ao pagamento das dívidas, por meio de emendas dos deputados federais Marcio Alvino (R$ 800 mil em 2019 e R$ 1 milhão em 2020), Roberto de Lucena (R$ 1 milhão em 2020), Marco Bertaiolli (R$ 1 milhão em 2020) e Kátia Sastre (R$ 1 milhão em 2020), bem como dos deputados estaduais André do Prado (R$ 300 mil em 2020) e Estevam Galvão de Oliveira (R$ 500 mil em 2019 e R$ 500 mil em 2020).

No plano consta que, de imediato, a Prefeitura de Suzano fará o pagamento de R$ 619 mil e ampliará de R$ 100 mil para R$ 150 mil o valor do repasse mensal à Santa Casa. “Fui informado pelo juiz Gabriel Borasque de Paula que nunca houve outro prefeito que tivesse ido pessoalmente ao JAE do Tribunal Regional do Trabalho fazer a defesa da situação da Santa Casa. E ainda que apenas em 2017 o município começou a dar a devida atenção a este caso”, afirmou o prefeito.

Ele disse que durante a reunião também foi apresentada uma proposta de audiência pública para tratar do tema, marcada para ocorrer em 14 de junho (sexta-feira), às 13h30, no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré (rua General Francisco Glicério, 1.354 – Centro). “Neste dia, contaremos com a participação da população, do Ministério Público, entre outros”, explicou Ashiuchi.

Por fim, o prefeito agradeceu o esforço de todos que se debruçaram no caso. “Essa união prova que a soma de todos é capaz de fazer a mudança que a cidade precisa. E agradeço principalmente as famílias de Suzano que acreditam no nosso trabalho. Vamos continuar lutando por melhorias para a saúde e para continuar a reconstruir nosso município e a reparar os erros do passado, com muito compromisso e amor”, concluiu.

Fonte: PM Suzano

Fechar Menu