Poá e Suzano podem receber atividade delegada em breve
Foto: Portal News

Poá e Suzano podem receber atividade delegada em breve

Segundo o coronel Wagner Prado, do CPA/M-12, negociações estão avançadas e convênios serão concretizados. Neste tipo de atividade, policiais recebem um subsídio a mais ao oferecer seus serviços quando estão de folga.

As cidades de Poá e Suzano podem receber em breve o programa Atividade Delegada, um convênio firmado entre as prefeituras e a Secretaria de Estado da Segurança Pública, permitindo que os policiais militares atuem nas funções em dias de folga. A informação foi divulgada à reportagem pelo comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana Doze (CPA/M-12), o coronel Wagner Prado.
De acordo com o oficial, os acertos do processo em ambas as cidades estão avançadas. “As tratativas em Poá e Suzano estão bem avançadas e deve acontecer logo, mas as prefeituras em Itaquaquecetuba, Biritiba Mirim, Salesópolis e Ferraz de Vasconcelos ainda estão em conversa”, explicou.
Para a atuação dos PMs nos dias em que estão de folga, há um custo, que sai da própria prefeitura. No Alto Tietê, apenas Guararema e Mogi das Cruzes contam com o programa, mas o valor pago muitas vezes não é o mesmo que o oferecido pela Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (Dejem), destinada para os policiais que atuam nos dias de folga na capital. “Por dia, em Mogi, são 34 vagas, mas acaba sobrando porque a Dejem paga melhor, então os policiais tentam conseguir uma vaga na capital, e, quando não conseguem, ficam na cidade”, disse Prado.
De acordo com o prefeito de Poá, Gian Lopes (PR), a cidade contará “o mais breve possível com o convênio”. Ao todo, serão mais 25 policiais militares nas ruas. “Vamos trabalhar para firmar este convênio com o governo estadual e assim permitir a utilização dos PMs em dias de folga, possibilitando mais segurança para a população e contribuindo para a redução dos índices de criminalidade”, apontou Lopes. Já para o chefe do Executivo suzanense, Rodrigo Ashiuchi (PR), a administração municipal “tem total interesse em firmar o convênio”. No entanto, atualmente está sendo realizados estudos financeiros para avaliar a viabilidade econômica e os impactos no orçamento municipal. “Desta forma, vale frisar que o Poder Executivo apoia e deseja efetivar o projeto assim que possível”, informou.
Uma das prefeituras que também estuda implantar a atividade é Biritiba. Apesar de ainda não haver data para o início, assim como em Poá e Suzano, o prefeito Walter Tajiri (PTB) estuda o projeto. “Ainda não há uma data para que ocorra, mas a intenção é que aconteça o mais rápido possível”, esclareceu. As demais cidades não retornaram aos questionamentos até o fechamento desta edição.
Tramitação
Ainda está em trâmite o projeto para aumentar o subsídio pago aos policiais militares que atuam nos dias de folga em Mogi das Cruzes. Em outubro do ano passado, a prefeitura revelou que estuda aumentar o valor pago, que atualmente é de cerca de R$ 15 por hora. Os PMs que exercem as funções no horário de folga são destacados para o combate do comércio irregular na região central. “O reajuste está em tramitação na prefeitura, é preciso passar por diversas pastas, mas estamos conversando com o CPA/M-12 e isso será acertado, temos que valorizar os policiais”, ressaltou o secretário de Segurança de Mogi, Paulo Roberto Madureira Sales, o coronel Sales.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu