Paul McCartney pede de aniversário que as pessoas “abandonem a carne”
Foto: Mary McCartney

Paul McCartney pede de aniversário que as pessoas “abandonem a carne”

Prestes a completar 78 anos, o lendário ex-Beatle revive vídeo de 2010 em que defende dieta sem carne

Paul McCartney é, há anos, um dos maiores críticos do consumo de carne na Terra não apenas devido à crueldade animal perpetuada por essa indústria como também por conta das consequências à saúde humana e do planeta.

E, prestes a completar 78 anos no próximo dia 18 de Junho, Macca escreveu um texto especial no blog da PETA, organização que protege os animais, pedindo um presente de aniversário que todos nós podemos ajudar a dar:

Tudo que eu sempre quis de aniversário é a paz na Terra — incluindo para os animais. É por isso que neste ano, eu estou pedindo aos fãs que assistam a um vídeo que eu fiz para a PETA, intitulado ‘Glass Walls’ [‘Paredes de Vidro’]. Nós o chamamos assim porque se os abatedouros tivessem paredes de vidro, quem iria querer comer carne? O vídeo estreou há exatos 10 anos. Desde então, o público finalmente deu uma espiada no que acontece dentro do mercado de carnes, e a demanda por comida vegana está nos céus. Esteja você preocupado com doenças que surgem de abatedouros, ou com os animais que sofrem terrivelmente e desnecessariamente, ou o impacto catastrófico da indústria da carne no meio ambiente, por favor assista a esse curto vídeo e compartilhe-o com seus amigos. Obrigado.

—Paul McCartney

Você pode ver o vídeo em questão, no qual Paul dá vislumbres de como seria uma sociedade em que abatedouros têm paredes de vidro, logo abaixo.

Vale lembrar que, quando a crise do novo Coronavírus estourou, Paul foi bem vocal sobre a irresponsabilidade das chamadas “feiras vivas” na China, que vendem animais.

Ele comparou a prática com a escravidão — no sentido de ser algo aceito como normal por muitos anos — e urgiu os responsáveis a tomarem uma atitude antes que seja tarde demais.

Com Informações: Tenho mais Discos que Amigos

Fechar Menu