Passageiros criticam Expresso fora do horário de pico
Foto: Sabrina Silva/Divulgação

Passageiros criticam Expresso fora do horário de pico

O fim da baldeação em Guaianases é uma reivindicação antiga dos passageiros da Linha 11-Coral da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), principalmente dos usuários do trecho entre Guaianases e Estudantes. Porém, mesmo com o Expresso Leste-Mogi circulando 6 horas por dia (útil), muitos passageiros criticaram o horário determinado pelo Estado, das 9 às 15 horas.

“Esse horário é indiferente para quem trabalha em São Paulo e precisa sair cedo de casa. O trem expresso deveria acontecer em todos os horários, principalmente no horário de pico”, conta a estagiária química Carla Prado, de 20 anos. Carla é a favor do fim total da baldeação já que, para ela, a troca de trens nunca fez sentido.
Na segunda-feira, o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, inaugurou o serviço Expresso Leste-Mogi. Com isso, os trens passaram a circular das 9h às 15h em dias úteis e em horário comercial nos fins de semana. A dona de casa Miriam Maria, de 40 anos, achou a retirada da baldeação uma medida viável, porém, para ela, o horário deveria ser estendido.
“Talvez que prolongassem mais o horário ficaria melhor, principalmente para quem volta do trabalho a tarde. Assim podem voltar mais rápido e com mais conforto”, conta.
Para o ajudante Odair Ventura, de 42 anos, o novo horário do Expresso-Leste Mogi não vai impactar significamente a vida dos trabalhadores. “Para mim vai continuar a mesma coisa porque a grande massa não pega trem depois das 9 horas”, opina. Além disso, Ventura acredita que a medida poderá prejudicar os passageiros da Estação de Guaianases. “O fim da baldeação é bom para quem está nas estações antes de Guainases, por que o pessoal dali em diante vai pegar o trem lotado toda vez que foi embarcar. Esse horário (9h às 15h) será bom para eles, mas péssimo para o pessoal do Alto Tietê”, diz.
Uma opinião semelhante também é compartilhada pela professora Érica Pereira, de 28 anos. “Eu sou a favor da baldeação porque pego o trem todos os dias para São Paulo, mas entendo que o fim da troca de trens possa prejudicar os passageiros de Guaianases, já que o trem sempre estará cheio quando chegar à Estação. Esse novo horário também divide opiniões já que ele vai prejudicar quem gostaria do fim imediato da baldeação”, explica.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu