Obra de prolongamento da Rua 7 de Setembro aguarda liberação de recursos
????????????????????????????????????

Obra de prolongamento da Rua 7 de Setembro aguarda liberação de recursos

As obras de prolongamento da Rua Sete de Setembro, no Parque Suzano, ainda aguardam a liberação de recursos para o progresso da construção.
 Segundo administração municipal, o trabalho já teve início, sendo que a Caixa Econômica Federal fez a primeira mediação. O projeto era previsto para ser concluído em 26 de outubro do ano passado, com o investimento de R$ 999.443,66. 
 
Diante do atraso, a população teme pelo abandono de mais uma obra na cidade. Waldir Vieira, dono de uma revendedora de veículos que fica na Rua Sete de Setembro, diz que o prolongamento será benéfico para a região, mas que a demora na execução do projeto o deixa em alerta. “Não há nenhuma ligação decente até o bairro Monte Cristo. Vai ser muito bom para o comércio, pela faculdade, pelo hospital que deve ser implantado na área, mas Suzano está largada. A gente fica com medo de que seja mais dinheiro jogado fora, sem retorno. Assim como ficaram paradas as obras na Marginal do Una e o ginásio do Max Feffer. Começa e não termina, muda de gestão, fica tudo largado e o nosso dinheiro lá”, reclama. 
 
Para o eletricista Felipe Brendon, ainda há outros problemas a serem resolvidos na área antes da construção da via. “Estive poucas vezes no Monte Cristo, bairro ao lado. Eu sei que o terreno onde querem fazer o prolongamento da rua é cheio de ‘nóia’. Toda semana morre gente na Lagoa Azul. Tem que cuidar disso primeiro”. 
 
O chaveiro Celso Vicente vive próximo à localidade e relembra outros impasses. “Ainda tem muita situação de ocupação irregular. Acho que isso vai dar trabalho pra tirar de lá. De qualquer forma, a obra atrasada vai ser boa, principalmente para quem sai do Monte Cristo para o centro”. 
 
Projeto
Em agosto passado a obra foi temporariamente suspensa. Na época, a Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos já trabalhava o remanejamento das famílias que vivem no trecho a ser prolongado. Anteriormente, no mês de maio, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) detectou um potencial de contaminação na área de construção. 
 
Contudo, o órgão avaliou como adequado o plano de obra apresentado, em conjunto com as medidas de intervenção propostas. 
 
Segundo a prefeitura, o monitoramento ambiental será contínuo ao longo da execução do projeto, já que existe essa suspeita de contaminação. A Rua Sete de Setembro será ligada à Avenida Paulista, no bairro vizinho Monte Cristo. 
 
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu