OAB cria comissão em prol da causa animal

OAB de Suzano vai reativar a Comissão de Proteção e Defesa Animal que foi criada em 2015

A 55ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Suzano vai reativar a Comissão de Proteção e Defesa Animal que foi criada em 2015. A sugestão é da advogada Ariana Anari Gil, que vai presidir o grupo. O objetivo é atuar em prol do bem estar dos animais garantindo os Direitos deles e a conscientização das pessoas sobre maus tratos. Duas propostas já foram lançadas, como as campanhas de arrecadação de ração para as Organizações Não Governamentais (ONGs) que atuam em prol da causa e a campanha contra o uso de fogos de artifício.

A Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB de Suzano ficou desativada por um período e retomou os trabalhos reformulada neste ano. O grupo é composto por seis membros-diretores, sendo a presidente Ariana Anari Gil e os advogados Dalton Camardo Sudatti, Jeaine Cristina Gil, Maria Margarida Mesquita e Katiane Bonifácio dos Santos, que são os membros efetivos, além da advogada Ana Cristina Faria Gil que é membro consultora. “O objetivo central da Comissão é assegurar os Direitos dos Animais, fomentar e divulgar, é conscientizar, proteger e defender os animais, seja em que esfera for, bem como, conscientizar a população de que todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do ser humano, em quaisquer circunstâncias. É dever e não escolha, estabelecendo que animais são seres sencientes, sujeitos de direitos naturais e nascem iguais perante a vida”, enfatizou a presidente da comissão.
Ariana ainda lembrou que o grupo já estuda várias propostas, uma delas é o projeto escolar municipal de conscientização para o respeito com os animais, no qual a presidente já desenvolve por meio de palestras. Além das campanhas de divulgação de animais perdidos e arrecadações, conscientização e adoção de animais, a comissão também vai lutar pela vinda de um Hospital Veterinário e de um Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para atender ocorrências envolvendo os bichinhos. O combate de canis clandestinos também será a bandeira do grupo.

“Apoiamos o projeto que visa a proibição de fogos de artifício na cidade, proibição esta que já é uma realidade em várias cidades. Apoiamos a iniciativa de criação de Estatuto de Bem-Estar animal no município, embora não tenhamos apoiado a maneira proposta, uma vez que, uma das criticas da Comissão foi na questão de ter sido apresentado regulamentando o uso de animais de tração inconcebível, para os dias atuais, entre outros apontamento oportunos para a causa”, enfatizou a presidente da Comissão.

Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu