Mudança no Passe Livre em Suzano gera reclamações

Estudantes precisam comprovar que não têm vaga perto de casa.
Prefeitura afirma que exigência existe desde a criação do benefício.

passe certo

Uma mudança no acesso ao Passe Livre em Suzano está causando muitas reclamações para quem costumava ter o benefício que dá 100% de isenção na passagem de ônibus. Só este ano, o número de estudantes que recebem o passe livre passa dos 8 mil. Agora, para desfrutar do benefício o estudante precisa comprovar que não existe vaga na escola perto de sua casa. Por isso, na manhã desta terça-feira (9), antes de abrir o posto de recadastro do Passe Livre, já tinha fila.

Para o estudante manter o benefício é preciso atualizar os dados a cada seis meses.  “Eu até achei que teria dificuldade, mas não tive. Foi tranquilo. E trouxe cópia do RG, comprovante de endereço e via carimbada pela escola”, disse a auxiliar de enfermagem Suzi Nogueira da Silva.

No recadastramento, o interessado em ter o benefício precisa trazer uma declaração da escola mais perto de casa, dizendo que não tem vaga perto da casa dele. A exigência já está no site da Prefeitura, mas tem muitos pais que não concordam. “Nunca precisou dessa declaração da escola de vaga perto de casa. Eu consegui e trouxe a declaração e agora negam o benefício e não me deram explicação. Mandaram eu falar com a Secretaria de Educação”, explicou a costureira Lúcia Helena Figueiredo.

O filho da fiscal de caixa Kátia Cristina Reis estuda em uma escola estadual no Centro há 5 anos. Ela não conseguiu renovar o benefício, porque na escola perto de casa tem vaga. “O ensino do Centro é melhor. Eu não vou tirar ele de lá e se não renovar vou pagar passagem do meu bolso.” 

Para conseguir o passe o estudante precisa morar há mais de 2km da escola. O programa foi criado na cidade há dois anos. Desde então, o número de beneficiados só aumenta, Em 2014 foram 4,5 mil alunos, no primeiro semestre deste ano o número saltou para 8,7 mil estudantes. A partir desse semestre o cadastro ficou mais rígido.

Rafael Martins é assistente jurídico da Prefeitura de Suzano. Ele ressaltou que essa exigência existe desde 2013 quando o benefício foi criado. Ele completou que muitos alunos que não tinham juntado essa declaração usavam o benefício e foram surpreendidos com a exigência agora. “Houve alteração na Secretaria de Educação e o responsável pela pasta está exigindo a declaração, cumprindo a lei. O estudante que consiga comprovar terá o benefício, mas quem decidir estudar longe poderá se transferir de instituição ou manter-se na escola mediante outros benefícios, como a passagem parcial.”

O Diário TV pediu uma explicação sobre esse benefício parcial para a Prefeitura de Suzano, mas ainda não recebeu retorno. Outras informações sobre o Passe Livre podem ser obtidas no 4744-8900.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Deixe uma resposta

Fechar Menu