Mortes no trânsito em Suzano têm crescimento em janeiro
Foto: Peter Leone/Futura Press/Estadão Conteúdo

Mortes no trânsito em Suzano têm crescimento em janeiro

Levantamento aponta quatro vítimas ao longo do mês; em 2019, duas pessoas perderam a vida nas vias da cidade

O número de óbitos em decorrência de acidentes de trânsito aumentou no primeiro mês deste ano em Suzano, em comparação ao mesmo período de 2019. De acordo com o levantamento do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes (Infosiga) do Estado de São Paulo, foram quatro mortes ao longo do mês, ao passo que em 2019 duas pessoas foram vítimas nas ruas municipais e rodovias que cortam a cidade. Se comparado com os dados do primeiro mês de 2018, a estatística chama ainda mais atenção, visto que há dois anos nenhuma pessoa morreu em atropelamento ou colisão nas vias de Suzano.
O município vai na contramão de outras cidades da região e do Estado de São Paulo como um todo. Na vizinha Mogi das Cruzes, por exemplo, houve redução no número de óbitos, na casa de 61,5%, sendo que em 2019, 13 pessoas perderam a vida, enquanto que neste ano, cinco pessoas morreram.
A redução no número de mortes apresentada em Mogi é alta devido aos dados do ano passado, visto que as 13 fatalidades no trânsito representam a maior quantidade de vítimas em apenas um mês, desde quando os dados começaram a ser divulgados à população, no primeiro mês de 2015.
No Estado de São Paulo também houve queda, de 5,58%, partindo dos 430 óbitos no primeiro mês de 2019 para 406 neste ano.
Em Itaquaquecetuba, o número de óbitos também voltou a subir, visto que o bom retrospecto de 2019 contribuiu para o aumento. Foram três mortes em janeiro deste ano, ao passo que em 2019 nenhum pessoa foi vitimada por acidentes na cidade. Mas o número que foge à regra no município é o de 2019, pois em todos os outros quatro anos ao menos duas pessoas perderam a vida nas vias da cidade (2015, cinco; 2016, três; 2017; duas e 2018, três vítimas).
Poá e Ferraz de Vasconcelos pouco variaram em seus números, visto que ninguém morreu nas vias poaenses assim como em janeiro de 2019, e apenas uma vítima fatal em Ferraz – no primeiro mês de 2019 não houve vítimas.
Carnaval
Levantamento elaborado pelo Respeito à Vida, do governo do Estado de São Paulo, revelou que mortes de trânsito aumentaram 34% no período do Carnaval no ano passado. O estudo leva em consideração as ocorrências registradas em 2019 em comparação com o ano anterior. O aumento é mais expressivo entre os motociclistas e no período noturno, vitimando principalmente jovens. Entre os dias 1º e 6 de março de 2019, durante o Carnaval, houve 99 mortes em acidentes de trânsito no Estado. No ano anterior, entre os dias 2 e 7 de março, também entre sexta e quarta-feira, ocorreram 74 fatalidades, um aumento real de 34%.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu