Morador de Suzano transforma a própria casa no lar do Papai Noel e ajuda na entrega de presentes
Foto: Reprodução/TV Diário

Morador de Suzano transforma a própria casa no lar do Papai Noel e ajuda na entrega de presentes

Thomaz Figaldo conheceu a magia do Natal depois que casou com uma mulher que gostava de celebrar a data.

Um morador de Suzano alucinado pelo Natal virou um dos melhores amigos e parceiros do Papai Noel. Thomaz Figaldo enfeitou a casa e até uma moto com o tema de Natal e ajuda a entregar presentes para crianças da cidade.

Quem entra na casa do idoso nem imagina que ele não gostava de celebrar o Natal. Fidalgo diz que mesmo na infância não se importava com a data. “O Natal para mim não tinha muito valor, eu fui uma pessoa muito pobre, meus pais tinham uma vida muito sacrificada, então a gente não tinha essa felicidade. Era um dia comum”, relembra.

Tudo isso mudou quando ele conheceu a esposa. A família de Rita de Cássia Fidalgo, ao contrário da de Thomaz, sempre gostou de celebrar a data e aos poucos ele foi se rendendo.

Depois de se envolver com a festa, foi uma questão de tempo para se apaixonar e viver tudo o que ainda não tinha vivido. “Hoje em dia ele até extrapola, às vezes. Ele é apaixonado por tudo o que é de Natal”, conta a esposa.

A história chegou até a redação da TV Diário depois que ele mandou uma foto mostrando o presépio que construiu usando só material reciclado.

O presépio gigante fica do lado de fora da casa dele. Cada ano o aposentado faz uma nova peça para compor o cenário. Dessa vez quem dá boas-vindas são um anjo e um carneirinho. Todo o material que ele usa iria para o lixo, mas nas mãos dele ganha um novo significado.

Dentro de casa o aposentado também aproveita todo o material para fazer a tradicional lareira do Papai Noel.

“Nos depósitos de ferro-velho tem muito papelão. Então eu vou lá e busco. A cadeira foi feita de ferro que eu fui pegando”, conta.

Thomaz se envolveu tanto com o Natal que a casa dele se tornou a própria casa do Papai Noel o quarto virou o quarto, a cozinha também ganha decoração natalina. O projeto cresceu tanto que ele começou a receber cartinha das crianças para que entregasse ao Papai Noel. Aí não teve jeito, ele precisou pedir ajuda para o próprio Papai Noel.

Em quase 20 anos, mais de 20 mil cartinhas foram entregues. Os pedidos de visitas também começaram a aparecer, por isso Thomaz achou importante construir um trenó. “Eu levantei de manhã e comecei a pesquisar o que eu ia usar. Comecei a correr atrás e fui construindo.

Por onde passa, o trenó chama a atenção. Adultos e crianças são contagiados pela magia do Natal.

Na escola, as crianças nem esperam o Papai Noel descer. Todas querem garantir uma foto, ganhar um abraço e levar ainda um doce.

“Isso é maravilhoso, porque as minhas filhas amam esta data e eu faço de tudo com que elas curtam bastante, principalmente o Papai Noel”, conta Marcia Silva, mãe de um aluno.

Hoje, para o aposentado, o significado da data é ainda maior. “O Natal é união, paz, amor, fraternidade. Sem isso não existe Natal”, enfatiza o Thomaz.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu