Larissa Ashiuchi Quer Ampliar Escola Da Moda Na Periferia De Suzano

Ela falou sobre o assunto durante a formatura da quarta turma de costureiras que frequentaram o curso da AAMAE

larissa-1

A futura primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Suzano-SP, Larissa Antoniassi dos Santos Ashiuchi, pretende ampliar a Escola da Moda no município. Ela falou sobre o assunto durante a formatura da quarta turma (fase II) de costureiras que frequentaram o curso na Assistência à Mulher, ao Adolescente e à Criança Esperança (AAMAE).

A entidade, que funciona no Miguel Badra Baixo, periferia da cidade, oferece a formação graças à parceria que tem com o Governo do Estado de São Paulo, via Fundo Social de Solidariedade, que é capitaneado por Lu Alckmin. “Não é fácil se dedicar a um curso. A vida da mulher, geralmente, é multifacetada, cheia de tarefas, entre casa, família, marido e filhos. Então, já pela dedicação e perseverança, todas (as formandas) estão de parabéns. Fico muito feliz, também, em saber que muitas já estão com emprego garantido. Sou totalmente a favor de projetos como este, que é oferecido pela AAMAE de graça. São projetos que transformam vidas”, complementou a futura primeira-dama.

Na oportunidade, Larissa adiantou à representante de Lu Alckmin, que, uma vez presidente do Fundo Social de Suzano, vai trabalhar para que o projeto Escola da Moda seja ampliado no município, fazendo, assim, com que mais pessoas sejam atendidas e possam ser capacitadas. A esposa de Rodrigo Ashiuchi também reforçou que outros programas desenvolvidos pelo Estado na área social e que preparam para o mercado de trabalho interessam para a cidade. O convênio entre o Fundo Social do Estado e a AAMAE para que o núcleo da Escola da Moda funcione no Miguel Badra Baixo, existe há pouco mais de um ano. Além da formação das duas professoras responsáveis por lecionar às turmas, o órgão auxilia na estrutura, por meio de quatro máquinas profissionais e materiais utilizados no curso de Corte e Costura, que é destinado àqueles que tem mais de 16 anos, preferencialmente desempregados, não sendo exigida escolaridade mínima.

larissa-2

Com Informações: OI Diário

Deixe uma resposta

Fechar Menu