Institutos de Nefrologia de Mogi e Suzano são vendidos para empresa sueca
Foto: Mogi News

Institutos de Nefrologia de Mogi e Suzano são vendidos para empresa sueca

A ampliação no atendimento tanto SUS quanto de convênios particulares já está em discussão e, em 2019, as clínicas devem estar prontas para atender toda a demanda de pacientes dialíticos do Alto Tietê, de acordo com o Instituto de Nefrologia.

Os Institutos de Nefrologia de Mogi das Cruzes e de Suzano foram comprados por uma empresa sueca. A ampliação no atendimento tanto SUS quanto de convênios particulares já está em discussão e, em 2019, as clínicas devem estar prontas para atender toda a demanda de pacientes dialíticos do Alto Tietê, de acordo com o Instituto de Nefrologia.

Com isso, os moradores do Alto Tietê que precisarem de hemodiálise poderão ser atendidos na própria região. Aqueles que já viajam para fora das cidades para realizar o tratamento poderão ser remanejados. A previsão é de que ainda no primeiro semestre de 2019 tudo esteja pronto e em pleno funcionamento, informou o instituto.

A diretora Silvana Kesrouani continua à frente das clínicas. A Diaverum é uma das líderes globais em cuidados renais, ainda segundo o instituto.

A entidade ainda afirmou que até então a falta de vagas para suprir as necessidades do Alto Tietê era frequente por insuficiência em infraestrutura, mas agora o objetivo da Diaverum é endereçar esses problemas e trazer toda a qualidade e experiência do grupo.

Hoje a empresa também opera duas unidades em Aracaju (SE) e outra em Guarulhos (SP). Na América Latina, atua com 61 clínicas.

A Diaverum

A Diaverum é uma provedora global de cuidados renais com foco no paciente. A empresa é líder em saúde de primeira classe, educação de última geração e pesquisa centrada no paciente, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida para pacientes com insuficiência renal, informou o Instituto de Nefrologia.

A Diaverum está há 25 anos no mercado. Hoje são 11 mil funcionários cuidam de mais de 33 mil pacientes em 19 países da Europa, América Latina e Oriente Médio. Atualmente a sede da Diaverum é em Lund (Suécia), ainda de acordo com o instituto.

No mercado latino-americano, além do Brasil, a Diaverum está na Argentina, Chile e Uruguai. No mundo, Diaverum realiza mais de 4,8 milhões de tratamentos ao ano.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu