Idoso morre após ser atingido por pedra implodida durante obra em Suzano
Idoso foi socorrido ao Pronto-Socorro (PS) de SuzanoFoto: Wanderley Costa/Secop-Suzano

Idoso morre após ser atingido por pedra implodida durante obra em Suzano

Polícia Civil instaurou inquérito como homicídio culposo – quando não há intenção de matar – e posse de artefato explosivo

Um acidente de trabalho matou o armador Nezildo Castro Cardoso, de 63 anos. Ele teve as pernas esmagadas, após uma pedra deslizar e o atingi-lo durante uma implosão nessa segunda-feira (4), no bairro Recanto do Vovô, em Suzano. A Polícia Civil investiga o caso, já que o responsável pela implosão não teria permissão para tal procedimento.

Companheiros de trabalho de Cardoso o levaram às pressas ao Pronto-Socorro (PS) da cidade. Após quatro horas internado, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a polícia, o idoso foi contratado para levantar, ao menos, dois muros e cercar o terreno, onde deve ser construído um imóvel.
A filha de Cardoso foi ao distrito central comunicar o fato. Além dela, um ajudante, de 53 anos, responsável por implodir a rocha, foi espontaneamente prestar depoimento na delegacia.
Durante o depoimento, o homem disse ter usado um artefato caseiro, e que certificou-se de que não havia ninguém próximo da rocha para poder implodi-la. E que não viu o momento que o idoso passou no raio da explosão. Também falou que após o fato, as pessoas que estavam na obra realizaram o socorro imediato do idoso.
O caso segue sob investigação.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu