Guarda Civil Municipal de Suzano começa a ser armada
Foto: Mauricio Sordilli

Guarda Civil Municipal de Suzano começa a ser armada

Corporação apresentou nesta sexta-feira (04/05) as 18 pistolas semiautomáticas calibre 380 adquiridas para complementar o trabalho dos agentes

A Secretaria de Segurança Cidadã de Suzano recebeu nesta sexta-feira (04/05) 18 pistolas semiautomáticas calibre 380, da marca Taurus, que serão utilizadas pela Guarda Civil Municipal (GCM). Ao todo, 42 agentes já passaram por treinamento e avaliação psicológica e estão aptos a portarem as armas.

O início da utilização ainda depende da aquisição das munições e dos cintos com coldres, que será realizada em breve. A elas se juntarão futuramente 25 revólveres doados à cidade pela GCM de Campinas e 130 pistolas calibre 380 e oito espingardas calibre 12 que serão destinadas à corporação suzanense pela Polícia Civil do Estado.

O processo de armamento foi possível a partir de um convênio celebrado com a Polícia Federal. As pistolas serão utilizadas pelos 42 agentes credenciados como aptos. Dos 134 guardas que compõem o efetivo atual, 127 já passaram por avaliação psicológica para que no futuro também possam atuar armados.

A apresentação foi realizada na sede da GCM, na manhã desta sexta-feira, e contou com a presença do prefeito Rodrigo Ashiuchi; do assessor especial da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, Jefferson Ferreira dos Santos; do comandante da corporação, Sérgio de Assis Andrade; e do subcomandante Rafael Reis.

Foto: Mauricio Sordilli

Cada uma das 18 pistolas semiautomáticas calibre 380 tem capacidade para 19 tiros e vem com um documento da Polícia Federal em nome da Prefeitura de Suzano que permite o uso por parte dos agentes. Todas ficarão acondicionadas na armaria, um local seguro dentro da base da GCM para armazenamento correto. A utilização na prática ainda requer a compra de munições e dos cintos com coldres para as pistolas.

Para o assessor especial da pasta, a iniciativa de armar a GCM vem ao encontro da lei federal nº 13.022/2014, que trata da participação cada vez maior dos municípios na segurança pública e da divisão da responsabilidade com o Estado e a União. Além disso, mesmo com a chega das pistolas, as armas não letais, como o taser Spark, continuarão sendo utilizadas normalmente.

“A população não vê a cor da farda, se é Polícia Militar ou GCM. Ela clama por segurança. Muitas vezes o guarda municipal se depara com crimes em andamento ou é chamado para intervir em alguma situação e ele está portando apenas arma não letal, enquanto a bandidagem está bem armada e não pensa duas vezes em atirar”, disse Jefferson Ferreira dos Santos.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi afirmou que o início do processo de armar a GCM é um momento histórico. “Trata-se de um ganho e tanto para Suzano, que está se tornando referência para outros municípios. E mais armas estão caminho para complementar o reforço que o governo está promovendo na Segurança Cidadã. Quem ganha com isso é a população, que cada dia mais tem uma GCM competente e preparada para enfrentar os desafios”, destacou.

Com Informações: Secop

Fechar Menu