Grupo de proteção a vítimas de violência sexual critica novo clipe do Maroon 5, “Animals”

Maroon-5-Animals

A RAINN, sigla para The Rape, Abuse and Incest National Network (Rede Nacional de Incesto, Abuso e Estupro), se manifestou contra o clipe de “Animals”, novo single do Maroon 5.

Em comunicado, a entidade, que é a maior anti-agressões sexuais dos EUA, acusa Adam Levine e companhia de banalizarem esse tipo de crime e provocarem uma confusão entre o que seria considerado romance e perseguição.

MARRON 5

 “O clipe do Maroon 5 para ‘Animals’ é uma perigosa representação de uma fantasia de um stalker (termo em inglês para  pessoas que criam obsessão por outras e passam a controlar seus passos) – e ninguém deveria nunca confundir o ato  criminoso de perseguir alguém com romance. A banalização de crimes sérios, como perseguição, não deveria ter lugar  na indústria do entretenimento”, diz a mensagem da entidade publicada pela revista Billboard.

 No vídeo do segundo single do disco “V”, Adam Levine interpreta um açougueiro que desenvolve esse tipo sinistro de  obsessão por uma garota, papel que ficou com sua esposa Behati Prinsloo. Até o momento, nenhum representante da    banda se manifestou sobre a acusação.

Fonte: Vagalume

Deixe uma resposta

Fechar Menu