Fundo Social quer implantar programa de atendimento às grávidas em Suzano

Projeto está em fase de estudos e deverá contemplar gestantes que vivem em situação de vulnerabilidade social; novo equipamento terá a finalidade de oferecer oficinas de geração de renda, terapias ocupacionais e orientações quanto à maternidade e à saúde da mãe e do bebê

O Fundo Social de Solidariedade de Suzano está estudando a implantação de um programa de atendimento às grávidas do município. O projeto está em fase de estudos e deverá contemplar gestantes que vivem em situação de vulnerabilidade social. Por meio de acolhimento semanal, o novo equipamento terá a finalidade de oferecer oficinas de geração de renda, terapias ocupacionais e orientações quanto à maternidade e à saúde da mãe e do bebê.

Segundo a presidente do Fundo Social e dirigente do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), a primeira-dama Larissa Ashiuchi, o serviço deverá assistir às mulheres durante a gestação e proporcionar a este público-alvo um espaço acolhedor e humanizado. Com o apoio das Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e de Saúde, o local voltado às grávidas também deverá abarcar atendimento por parte de psicólogos, de nutricionistas e de demais profissionais da Saúde essenciais no período da gestação.

A primeira-dama de Suzano já está, inclusive, visitando projetos semelhantes que funcionam no Estado de São Paulo. No Alto Tietê, Larissa esteve, recentemente, na Casa da Mãe Ferrazense, à convite da presidente do Fundo Social de Ferraz de Vasconcelos, Bruna Chacon.

Com Informações: Portal da Prefeitura de Suzano

Deixe uma resposta

Fechar Menu