Funarte proíbe rock em edital de incentivo a bandas
Foto: Reprodução YouTube

Funarte proíbe rock em edital de incentivo a bandas

O edital do Prêmio de Apoio a Bandas de Música 2020, divulgado nesta quarta-feira, 22, pela Funarte, proíbe a inscrição de bandas de rock. O caso chamou atenção por não ser a primeira manifestação do presidente da Funarte, Dante Mantovani, contra o ritmo. Mantovani afirmou que o rock “leva ao aborto e satanismo”.

O concurso foi criado para premiar bandas de todo o país, proporcionando distribuição gratuita de instrumentos e ampliação e/ou reposição instrumental. Embora direcionado a instrumentos de sopro, o edital não restringe conjuntos de qualquer outro ritmo, apenas o rock.

O caso chamou atenção por não ser a primeira manifestação do presidente da Funarte, Dante Mantovani, contra o ritmo. Nomeado por Roberto Alvim, então secretário de Cultura, o maestro e youtuber assumiu a Fundação em dezembro de 2019.

Em um vídeo publicado em seu canal antes de assumir o cargo, Mantovani afirmou que o rock “leva ao aborto e satanismo”. O canal soma mais de 9 mil seguidores, se apresenta como “conservador” e aborda assuntos relacionados a música erudita, cultura e entrevistas, além dos compromissos e agendas oficiais do músico e presidente da Fundação.

Na época, ele afirmou que “o rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo”.

Com Informações: JovemPan

Fechar Menu