Frente de Trabalho contempla vagas a presos do semiaberto

Programa, em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), prevê ressocializar condenados

 
A Prefeitura de Suzano vai lançar, até o próximo mês, uma Frente de Trabalho com 40 vagas para contemplar presidiários em regime semiaberto em um programa de inserção de egressos do Sistema Penitenciário. Trata-se de um convênio que está em fase de assinatura de contrato entre o município e a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), que prevê a ressocialização do preso e geração de renda.
 
A novidade foi divulgada, extraoficialmente, pelo prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), ontem durante coletiva de Imprensa, que ocorreu durante o lançamento da Campanha do Agasalho 2017.
 
A ação tem como objetivo a reintegração e inclusão dos presos na sociedade e no mercado de trabalho. No entanto, o programa ainda será anunciado oficialmente pelo Executivo.
 
“Vamos lançar, entre abril e maio, uma Frente de Trabalho na cidade. Já estamos assinando a parceria junto ao sistema carcerário do Estado de São Paulo”, adiantou Ashiuchi. “A iniciativa vai incluir pessoas do regime semiaberto que vão trabalhar conosco. Vamos iniciar esse trabalho com 40 vagas”, explicou, sem dar mais detalhes.
 
O programa remete uma renda para o sistema carcerário manter o preso e outra parte da renda é destinada à família. Podem participar da ação os presos condenados em regime semiaberto, que apresentarem bom comportamento. Os participantes podem, ainda, pedir a remição da pena em um dia para cada três trabalhados.
 
Em São Paulo, o programa já existe e os presos executam os trabalhos de plantio de mudas nativas do Estado de São Paulo e a manutenção de jardins em parques como Pomar Urbano, Villa-Lobos, Água Branca, Belém, Juventude e Horto Florestal. O programa faz parte do trabalho desenvolvido juntamente com as secretarias do Meio Ambiente e Emprego e Relações do Trabalho pelos presos condenados em regime semiaberto e têm bom comportamento.
 
O republicano também ressaltou que a prefeitura poderá ampliar a Frente de Trabalho para alcançar outro público. “Também vai ser estendido, logo na sequência, aos moradores de rua e pessoas em estado se vulnerabilidade que queiram trabalhar conosco e fazer os trabalhos que a cidade precisa. Já temos parceria com o lar Madre Teresa, que acolhe quem vive nas ruas”, revelou o prefeito.
 
Com Informações: Portal News

Deixe uma resposta

Fechar Menu