Escola do Jardim São José vai receber biblioteca comunitária do Instituto Ecofuturo
Foto: Irineu Jr

Escola do Jardim São José vai receber biblioteca comunitária do Instituto Ecofuturo

Suzano foi escolhida para receber o projeto “Biblioteca Comunitária”, desenvolvido pelo Instituto Ecofuturo. O equipamento deverá ser implantado na Escola Municipal Professora Therezinha Pereira Lima Muzzel, localizada no Jardim São José, com o objetivo de garantir acesso dos alunos e da comunidade à cultura e à educação.

A iniciativa vai beneficiar a região com um acervo de mil livros, sendo 700 títulos selecionados pela Fundação Nacional do Livro e outras 300 obras escolhidas pelos próprios frequentadores.

A proposta foi apresentada ao prefeito Rodrigo Ashiuchi e ao secretário de Educação, Leandro Bassini, durante reunião com Vanessa Espindola, representante do Instituto Ecofuturo, que é mantido pela empresa Suzano.

Ela também conheceu as dependências da escola na sequência. A unidade foi escolhida levando em consideração o déficit de equipamentos públicos voltados à cultura e à educação naquela região, além da ausência de uma sala de leitura na escola, que atende cerca de 572 alunos, do G5 ao 5º ano do ensino fundamental.

A visita foi acompanhada pelo diretor da unidade, Sílvio Valentini, e pela coordenadora de projetos da Educação, Rafaela Rodrigues.

A iniciativa já conta com 113 bibliotecas comunitárias em todo o Brasil e, neste ano, trabalha com o projeto de outras nove, a serem construídas em São Paulo, Minas Gerais e Maranhão.

No Estado paulista, desta vez, serão contemplados os municípios de Suzano e Mogi das Cruzes. Além de ofertar o acervo fixo e renovações do mesmo, o Ecofuturo também visa a capacitação de funcionários para atuarem como auxiliares de biblioteca e promotores de leitura.

De acordo com a representante do instituto, a ideia é envolver a comunidade por meio de um interlocutor e também na gestão da unidade, dividida entre servidores municipais da Educação e representantes da própria comunidade.

A expectativa é de que o acordo com o município seja firmado na primeira quinzena de março, para posterior análise de diagnóstico das ações em cultura e educação já realizadas na cidade, a fim de adaptar a biblioteca comunitária às necessidades do Jardim São José e bairros vizinhos.

As reformas para adaptação física do ambiente ainda serão estudadas, enquanto o projeto receberá recursos do Ecofuturo para acervo, divulgação, capacitação e mobiliário da unidade.

Com Informações: OI Diário

Fechar Menu