Em Suzano, redução de R$ 54 mil não deve afetar Santa Casa
Foto: Mogi News

Em Suzano, redução de R$ 54 mil não deve afetar Santa Casa

Com a redução de 12% no repasse mensal para a Santa Casa de Suzano, a unidade receberá menos R$ 54.229,32 por mês para o investimento nos serviços e na estrutura.

O corte de verbas foi anunciado na última semana por meio do Diário Oficial e, apesar do prejuízo monetário, a Santa Casa de Suzano antecipou que a diminuição do valor dos repasses por parte do governo estadual não afetará a qualidade do atendimento à população.
A resolução da Secretaria de Estado da Saúde propõe um prazo de 40 dias para que o ajuste seja feito no orçamento. Se isso ocorrer ainda neste mês, o corte começaria em fevereiro. Caso contrário, a redução valerá a partir de março deste ano. Apesar de confirmar que não haverá danos à qualidade da prestação do atendimento aos suzanenses, a entidade municipal tem ciência que a decisão do Estado foi unilateral.
“Informamos que a resolução que culminará no corte de 12% nas verbas estaduais para entidades filantrópicas, autarquias, fundações e instituições universitárias foi fruto de uma decisão unilateral por parte da Secretaria de Estado da Saúde. Ou seja, não houve qualquer discussão prévia com as partes envolvidas a respeito da medida”, apontou a entidade.
Na Santa Casa de Suzano, a redução chegará a
R$ 54.229,32 por mês e este montante representa R$ 18.900 do programa Pró-Santa Casa e R$ 35.329,32 do programa Santa Casa Sustentável e era destinado, principalmente, ao custeio de insumos e serviços.
“Nós destacamos que a equipe técnica irá se reunir para debater os meios de se readequar à mudança, mas já antecipou que a diminuição do valor dos repasses não afetará aos munícipes que necessitam dos atendimentos da unidade médica”, finalizou. Por outro lado, em Mogi, a queda em R$ 86 mil mensais à Santa Casa tem sido alvo de movimentações contrárias por políticos da cidade.
Com Informações: Portal News
Fechar Menu