Eis a capa da caixa que embala 18 álbuns e duas compilações de Djavan

DJAVAN

Esta é a capa da caixa que embala 18 álbuns e duas inéditas coletâneas de Djavan. Nas lojas em novembro de 2014, com distribuição da Sony Music, a caixa abrange período que vai de 1976 (ano em que o cantor e compositor alagoano lançou pela gravadora Som Livre seu primeiro álbum, A voz • O violão • A música de Djavan) até 2010 (ano do primeiro disco do artista como intérprete, Ária, posto nas lojas através da gravadora Biscoito Fino).

Produzidas especialmente para a caixa, as duas coletâneas agregam gravações dispersas na discografia de Djavan. Uma está focada na atuação do cantor como intérprete. A outra apresenta gravações em inglês e em espanhol, nunca lançadas no Brasil. Um texto escrito pelo próprio Djavan apresenta a caixa, que inclui libreto, de mais de 200 páginas, com fotos raras do artista. Cada um dos 20 CDs da caixa é alvo de texto que contextualiza o disco na obra fonográfica de Djavan.

Eis os 18 álbuns embalados em reedições remasterizadas e eventualmente remixadas – com as capas e fichas técnicas originais – na caixa Djavan – Obra completa de 1976 a 2010:

* A voz • O violão • A música de Djavan (Som Livre, 1976)
* Djavan (EMI-Odeon, 1978)
* Alumbramento (EMI-Odeon, 1980)
* Seduzir (EMI-Odeon, 1981)
* Luz (CBS, 1982)
* Lilás (CBS, 1984)
* Meu lado (CBS, 1986)
* Não é azul, mas é mar (CBS, 1987)
* Djavan (CBS, 1989)
* Coisa de acender (Sony Music, 1992)
* Novena (Sony Music, 1994)
* Malásia (Sony Music, 1996)
* Bicho solto (Sony Music, 1998)
* Djavan ao vivo (Sony Music, 1999)
* Milagreiro (Sony Music, 2001)
* Vaidade (Luanda Records, 2004)
* Matizes (Luanda Records, 2007)
* Ária (Luanda Records / Biscoito Fino, 2010)
Fonte: Notas Musicais

Deixe uma resposta

Fechar Menu