Dez cubanos vão deixar Suzano. Prefeito determina novas contratações e garante atendimento
Foto: Fernando Araujo

Dez cubanos vão deixar Suzano. Prefeito determina novas contratações e garante atendimento

A Secretaria Municipal de Saúde informou que nenhum destes 10 profissionais cubanos tem interesse em permanecer no Brasil e  informou ainda, que eles não estão mais trabalhando no município desde o fim da semana passada.

A reportagem do Jornal Oi Questionada nessa quarta-feira, 21, o governo de Suzano sobre o impacto que a saída dos médicos cubanos do Mais Médicos poderá causar no atendimento à população.

Questionou também sobre a estratégia que o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) pretende colocar em prática para que os pacientes não sejam os maiores prejudicados por conta da decisão do governo de Cuba de não mais enviar seus médicos para o programa desenvolvido no Brasil.

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde o governo informou que:

“O Programa ‘Mais Médicos’ tem 16 profissionais em Suzano. Deste total, 10 são cubanos. Eles atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim Europa (1), da Cidade Miguel Badra (2), do Jardim São José (1), do Jardim Ikeda (1), da Vila Fátima (1), do Jardim do Lago (1), do Jardim Alterópolis (2) e do Jardim Casa Branca (1). A princípio, nenhum destes 10 profissionais cubanos tem interesse em permanecer no Brasil, devido ao prazo que teriam que aguardar para fazer o revalida e ficariam sem vencimentos neste período (sem renda para pagar o aluguel, por exemplo). Eles não estão mais trabalhando no município desde o fim da semana passada. Contudo, como em Suzano houve feriado prolongado de 15/11 a 20/11 (Proclamação da República + Consciência Negra), hoje (quarta-feira) foi o primeiro dia útil em que os mesmos não atuaram. O Ministério da Saúde informou que até o dia 7 de dezembro deve apresentar os substitutos – um novo edital foi publicado neste dia 20 para repor as vagas do Programa, com a abertura das inscrições para essa quarta. Mesmo assim, para evitar impactos aos pacientes de Suzano, o prefeito Ashiuchi já determinou a contratação de novos profissionais para repor o quadro – serão chamados os próximos nomes na lista de classificados do processo seletivo municipal realizado em junho deste ano. Estas estratégias de reposicionamento do quadro de médicos vão seguir os trâmites de convocação e análise de documentação, por isso as consultas dos pacientes que eram atendidos pelos médicos cubanos em Suzano serão canceladas temporariamente, até que o remanejamento seja concluído”.

Com Informações: Jornal Oi Diário

Fechar Menu