Daniela Itice é a nova coordenadora do Procon de Suzano

Daniela Itice é a nova coordenadora do Procon de Suzano

A advogada Daniela Itice Ferreira, de 37 anos, que assumiu a Coordenadoria do Procon de Suzano/SP (Rua Baruel, 126 – centro), pretende intensificar as campanhas de orientação ao consumidor no município e melhorar o atendimento ao público, que é prestado na sede do órgão. A profissional quer, ainda, reforçar o acolhimento ao público e, nos casos que competem ao departamento, contribuir com o judiciário, diminuindo a quantidade de demandas. Ela explica que muitos casos podem ser resolvidos em audiências de conciliação no próprio Procon.

Formada em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) em 2001, Daniela frequentou vários cursos de especialização voltados à área do Direito do Consumidor e da Locação Imobiliária. A mais nova coordenadora do Procon de Suzano quer, inclusive, levar para dentro do departamento a expertise que conquistou nos últimos anos na iniciativa privada, tornando o serviço mais ágil. É preciso, ainda, segundo a advogada, revitalizar a sede do órgão, que encontra-se com a  estrutura deteriorada”:

“As pessoas tem de se sentir a vontade no Procon, o que, hoje, em minha opinião, não é possível, pois o local não está em condições satisfatórias. Estou assumindo um ambiente totalmente deteriorado, que precisa de reforma, de melhorias. Mas, não adianta a gente pintar a parede e não oferecer um serviço funcional e rápido, que possa atender o maior número de pessoas possível. Nos meus planos de expansão, constam parcerias com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), para o Procon ministrar palestras e prestar orientações. Vamos inovar e ampliar”, salienta Daniela.

Mal assumiu o cargo de coordenadora, Daniela já colocou em prática por parte do Procon a elaboração de uma pesquisa de preço de material escolar no comércio de Suzano-SP:

“O objetivo é informar o consumidor sobre a diferença de valores deste tipo de produto. Em São Paulo-SP, uma pesquisa semelhante apontou uma diferença de 457% nos preços. É nossa missão alertar as pessoas sobre a importância de se pesquisar e de garantir custo-benefício na hora de adquirir o material para os filhos”, detalha.

Em 2015, o Procon de Suzano fez 1,8 mil atendimentos. Para Daniela, é um número significativo. Contudo, pode “melhorar”, já que muitos processos que migram para o Judiciário poderem ser resolvidos no próprio órgão:

“Essa é minha meta: desafogar o Poder Judiciário. Um exemplo foi o caso de uma pessoa que comprou um celular numa loja de Suzano e o produto não foi entregue. Foi feita a reclamação e a loja não cumpriu a determinação, ou seja, o caso foi parar na Justiça. Este ocorrência poderia ter sido resolvida por meio de conciliação aqui no Procon”, detalha.

O Procon funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Mais informações pelo telefone (011) 4744-7322.

Fonte: SECOI

Deixe uma resposta

Fechar Menu