CPTM amplia horário de funcionamento dos bicicletários
Foto: Regiane Bento/Divulgação

CPTM amplia horário de funcionamento dos bicicletários

Medida visa incentivar o uso de bicicletas durante a pandemia do novo coronavírus

Com o intuito de incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte durante a pandemia do novo coronavírus, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) ampliou os horários de funcionamento dos bicicletários nas estações da região e ajustou a permissão para a utilização das bicicletas dentro dos trens da companhia.
De acordo com a CPTM, os equipamentos ficam abertos das 4h às 24h todos os dias, inclusive aos finais de semana. Na linha 11-Coral, que abrange as estações da região, estão em funcionamento os bicicletários das paradas de Suzano e Ferraz de Vasconcelos.
E relação a permissão das bicicletas nos trens, a CPTM informou que autoriza o embarque das bicicletas entre as 10h e 16h e após as 21h até o fechamento das estações em dias de semana. Já aos finais de semana, o acesso é permitido durante toda a operação comercial.
Assim como em todas as dependências das estações, o acesso aos bicicletários é permitido apenas com o uso de máscara. Segundo a companhia, esses locais são higienizados diariamente para oferecer mais segurança aos ciclistas e demais passageiros da companhia.
Operação Monitorada
De acordo com a CPTM, as medidas em relação ao uso de bicicletas nos trens e a ampliação do horário de funcionamento dos bicicletários, vão de encontro com outras ações e medidas adotadas pela companhia em tempos de pandemia com a chamada “Operação Monitorada”.
Essa operação visa reduzir a aglomeração de pessoas nos trens, principalmente em horários de pico. Para isso, a companhia, em conjunto com o Metrô de São Paulo, fechou acessos secundários a estações, assim como terminais da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Alguns guichês das bilheterias também foram fechados e não estão prestando atendimentos.
Além disso, a operação autoriza a redução de até 35% entre trens e ônibus metropolitanos, assim como a redução da operação nas estações do Metrô e da CPTM.
Com Informações: Diário de Suzano
Fechar Menu